Pesquisar

Canais

Serviços

- Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Cuidados

Sensação de visão cansada, coceira nos olhos? Isso pode ser a Doença do Olho Seco

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
26 mai 2022 às 20:10
Continua depois da publicidade

Estima-se que uma em cada quatro pessoas no mundo apresente sintomas de Olho Seco: sensação de areia nos olhos, vermelhidão, lacrimejamento, coceira, ardência, visão embaçada, desconforto e olhos cansados. Apesar de ser algo comum, muita gente não sabe que essas sensações têm um nome, um diagnóstico e um tratamento.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE
Continua depois da publicidade

A DOS (Doença do Olho Seco) pode ser desencadeada pelo estilo de vida ou fatores ambientais, como tempo de tela, clima seco, exposição ao ar-condicionado e direção noturna, trazendo um impacto significativo no dia a dia dos pacientes. Outros fatores como envelhecimento, menopausa, cirurgia oftalmológica, uso de lentes de contato e uso de determinados medicamentos podem levar ao seu aparecimento.

“O Olho Seco pode ser cuidado e controlado, especialmente se a doença for diagnosticada rapidamente. Por isso é muito importante que o paciente procure um oftalmologista periodicamente ou assim que tiver algum sintoma de desconforto”, alerta o oftalmologista Gustavo Gubert. 

Continua depois da publicidade

Frequentemente confundida com infecções, inflamações ou alergias oculares, a DOS acontece quando a lágrima perde sua qualidade e quantidade – o que define os três tipos de Olho Seco (por evaporação, deficiência de lágrima aquosa ou olho seco misto):

*Olho Seco por evaporação: relacionado à disfunção das glândulas de Meibomius e ao uso de lentes de contato;

*Olho Seco por deficiência de lágrima aquosa: ligado à diminuição da produção lacrimal associada às alterações hormonais e ao uso de medicamentos;

*Olho Seco misto: acontece devido a uma mistura dos dois tipos anteriores. Nesse caso, a quantidade de lágrimas produzidas é reduzida e ao mesmo tempo elas são de baixa qualidade.

Em qualquer situação de desconforto nos olhos, o ideal é procurar um especialista. “Para trazer alívio dos sintomas, recomenda-se a procura pelo oftalmologista. É ele quem dará o diagnóstico corretamente e fará a indicação do produto adequado para cada caso. Lembrando que colírios não são todos iguais, por isso devem ser utilizados sob recomendação médica”, afirma António Mendes, Diretor da Unidade de negócios Vision Care da Alcon no Brasil.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade