10/07/20
24º/LONDRINA
PUBLICIDADE
Fique atento!

Sete municípios em epidemia no Paraná reforçam o alerta para a dengue

A Sesa (Secretaria da Saúde do Paraná) divulgou nesta terça-feira (19) o Boletim Epidemiológico semanal que monitora os casos de dengue no estado: ao todo, são 205 novos casos confirmados.

Divulgação/Fiocruz
Divulgação/Fiocruz


O total de casos aumenta de 1.029 para 1.234 e as notificações passam de 10 mil em todo o Paraná.

"São números preocupantes e o Governo do Estado segue reforçando a orientação para que toda a população verifique e elimine os possíveis locais de formação de focos do mosquito transmissor da dengue: o Aedes Aegypti se prolifera em locais que acumulam água parada e os focos estão nos quintais das residências, nos pratos de plantas, nos ralos, nos pneus, em garrafas, em lixeiras, em lajes, em sucatas e em restos de materiais de construção, entre outros. Estamos com uma campanha de conscientização nos veículos de comunicação e redes sociais de todo o estado alertando sobre o perigo da dengue e destacando as medidas de combate”, afirmou Beto Preto, secretário estadual de Saúde.

O boletim epidemiológico aponta que 898 casos são autóctones, o que significa que as pessoas foram infectadas nas cidades de residência.

O município de Santa Isabel do Ivaí, em situação de epidemia, confirmou nesta semana 93 novos casos, e o de Inajá, 66. "A situação de epidemia é definida quando o município registra, proporcionalmente, 300 ou mais casos de dengue por 100 mil habitantes”, explica o técnico Ronaldo Trevisan, da Divisão de Vigilância Ambiental da Sesa.

Também estão em epidemia os municípios de Nova Cantu, Quinta do Sol, Ângulo, Floraí e Uniflor.

Chikungunya - O informe da Sesa confirma também um novo caso de chikungunya registrado em Curitiba. A doença também é transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

Até o momento, são cinco casos de chikungunya neste período de monitoramento, com início em 28 de julho. Os outros registros foram em Araucária, Foz do Iguaçu, Maringá e Toledo. Todos os casos são importados, ou seja, as pessoas contraíram a doença fora do local de residência.

As medidas preventivas de combate à dengue também valem para a chikungunya.

Sintomas - Os principais sintomas da dengue são febre alta, com início súbito, dor de cabeça, dor atrás dos olhos, dor muscular e nas articulações, perda de paladar e de apetite, náuseas e vômitos, cansaço e erupções e manchas avermelhadas pelo corpo.

Na chikungunya, os sintomas são semelhantes, mas persistem por mais tempo.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Novo informe
Paraná não tem novos casos de sarampo há quase 80 dias
10 JUL 2020 às 09h35
Preocupação
Com 2 mortes em 3 dias, Covid-19 ameaça povos isolados na Amazônia
10 JUL 2020 às 09h03
Evitar o agravamento
Ministério muda estratégia e orienta buscar médico aos primeiros sintomas de Covid-19
10 JUL 2020 às 08h36
Pandemia
Brasil registra 1.199 mortes pela Covid-19 e passa os 69 mil óbitos, aponta consórcio de imprensa
10 JUL 2020 às 08h16
Boletim da prefeitura
Londrina atinge 1.800 casos de Covid-19 e confirma mais duas mortes
09 JUL 2020 às 19h18
Boletim
Maringá tem mais 41 casos confirmados e um óbito por coronavírus
09 JUL 2020 às 17h32
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados