23/06/21
PUBLICIDADE
Dia da Imunização

Vacina contra Covid-19: quem pode tomar e o que fazer depois da imunização

Jonathan Campos/AEN
Jonathan Campos/AEN


Você já foi imunizado contra a Covid-19? A imunização ainda está distante de muitos brasileiros. Apenas 10,8% da população brasileira foi vacinada com as duas doses. Em Londrina, até as 23h de segunda-feira (7), 149.306 pessoas receberam a primeira dose da vacina e 85.810 já estão imunizados com as duas doses.

Diante desta realidade, o Dia Nacional da Imunização, celebrado neste dia 9 de junho, carrega um significado ainda maior. Com o objetivo de chamar a atenção para a importância da vacinação contra o coronavírus, principalmente neste segundo ano de pandemia, a data representa a esperança da volta à normalidade.

De acordo com a professora do curso de enfermagem da Universidade Pitágoras Unopar Tatiane Almeida do Carmo, somente a vacinação em massa irá frear a proliferação da Covid-19. A professora explica que a vacinação é uma forma de proteger a si mesmo e todos em torno de você. "É um estímulo ao sistema imunológico para induzir a produção de anticorpos, que são as nossas defesas. As vacinas contêm partículas enfraquecidas ou inativadas de um determinado organismo, neste caso o vírus, que desencadeia a produção de anticorpos no nosso corpo”, apresenta.

Tatiane falou também sobre a "imunidade de rebanho”, termo utilizado dentro da infectologia para explicar o fenômeno no qual um grande percentual de indivíduos já imunizados contra o agente infeccioso interrompe a cadeia de proliferação do vírus. "Como qualquer doença infecciosa, essa imunidade pode ser realizada de duas formas: por meio da vacina ou de forma natural pela infecção da doença. Como já sabemos que a Covid-19 não confere uma imunidade permanente e a pessoa pode contrair a doença mais de uma vez, a melhor alternativa é optar pela vacinação”, ensina.

A especialista alerta sobre a importância de o máximo de pessoas estarem imunizadas, pois há pessoas que não podem tomar a vacina. "Quem tem hipersensibilidade ou alergia ao princípio ativo ou qualquer componente na vacina está impedido de tomá-la. Quem ainda não completou 18 anos também, visto que ainda não foram realizados estudos nessa faixa etária”, esclarece.

TOMEI A VACINA, E AGORA?

Se você já tomou as duas doses da vacina contra a Covid-19 ainda não é o momento de relaxar nos cuidados. Durante uma live semanal, o prefeito de Londrina, Marcelo Belinati, reforçou que o município vive o pior momento da pandemia. O índice de transmissão da doença aponta que cada 100 pessoas infectadas transmitem a doença para 114.

"A partir do momento que é aplicada a segunda dose da vacina, o indivíduo deve continuar tomando os devidos cuidados, uma vez que não está imunizado. Em primeiro lugar, é necessário que continue utilizando da máscara protetora, pois a imunização só acontece após 15 dias da aplicação da última dose”, reforça Tatiane.

Além disso, a professora afirma que a pessoa ainda pode apresentar os seguintes efeitos colaterais: dor no local da aplicação da vacina, dor de cabeça, dor no corpo, febre, fadiga, entre outros sintomas. De acordo com a enfermeira, não há nenhuma contra indicação quanto ao consumo de bebidas alcoólicas depois da vacinação e consumo de alimentos específicos.

E lembre-se: mesmo após a vacina, a infecção ainda pode ocorrer, visto que ela diminui o risco de casos graves e de transmissão, mas, não a infecção propriamente dita. "Por isso, enquanto apenas uma pequena parcela está vacinada, opte pelas medidas de contenção do coronavírus para a segurança de todos”, observa a enfermeira.

Supervisão: Fernanda Circhia – Editora On-line
Heloisa Corso - Estagiária*
PUBLICIDADE
Continue lendo
Pandemia

Maringá orienta para que máscaras sejam descartadas no lixo comum

23 JUN 2021 às 17h20
Boletim diário

Maringá registra 15 mortes pelo coronavírus nesta quarta (23)

23 JUN 2021 às 17h12
Fique atento

Maringá vacina população de 42 anos ou mais nesta quinta (24)

23 JUN 2021 às 16h42
'Sommelier de vacina'

Saúde de Londrina alerta que população não pode escolher vacina contra Covid-19

23 JUN 2021 às 16h25
Boletim da pandemia

Paraná passa de 30 mil mortes por Covid-19 e governo decreta luto oficial no Estado

23 JUN 2021 às 16h05
Morte prematura

Entenda a doença aracnoidite, que matou a atriz Mabel Calzolari aos 21 anos

23 JUN 2021 às 14h54
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados