Pesquisar

Canais

Serviços

- Alena Shekhovtcova/Pexels
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Esperança

Paraná completa um ano de vacinação contra a Covid-19

Redação Bonde com AEN
18 jan 2022 às 11:21
Continua depois da publicidade

Esta terça-feira (18) marca um ano desde que a primeira pessoa foi vacinada contra a Covid-19 no Estado. Desde então, mais de 8,3 milhões de paranaenses já foram imunizados com a primeira e a segunda doses ou dose única, dos quais mais de 1,6 milhão têm até a dose de reforço, aprovada ao longo do caminho.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


"Há exatamente um ano, os primeiros paranaenses eram vacinados contra a Covid-19. A nossa esperança, naquele momento, era reduzir de mortes e retornar à vida como conhecíamos. E já podemos afirmar que a vacina cumpriu o seu papel. Ficamos muito felizes ao ver o quanto a população acreditou na ciência e na saúde e foi atrás da sua dose", disse o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Continua depois da publicidade


"Estivemos, desde o início, entre os estados que mais vacinaram no Brasil. Ao longo desse um ano de vacinação, o Estado trabalhou junto com os 399 municípios para garantir que todos tivessem acesso à vacina o mais rápido possível", acrescentou.


Para o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, a resposta para esse ano de "cura" estava estampada no rosto da primeira imunizada. “Lembro do olhar de esperança da enfermeira Lucimar Josiane de Oliveira e este sentimento em todos nós também surgiu a partir daquele momento”, lembrou.


Ela tomou a vacina pouco mais de duas horas depois que o lote com 120 mil doses chegou ao Estado. Para a enfermeira que atua no Hospital do Trabalhador, que completou 74 anos naquele dia, o momento foi cheio de expectativa e emoção.

Continua depois da publicidade


“Sempre acreditei na vacina, sempre acreditei que fosse possível. Infelizmente ainda tem muitas pessoas que se recusam a tomar, mas não podemos perder de vista que a vacina protege do vírus. Foi uma conquista”, afirmou.


HISTÓRICO – O processo passou por várias fases, sofreu ajustes, e, depois de um ano, a maior campanha vacinal já realizada no Paraná chega a uma nova etapa, com a imunização do público infantil de 5 a 11 anos. Dos centenárias às crianças, dos acamados aos trabalhadores ativos, o trajeto ilustrado nas selfies teve apenas um objetivo: a defesa contra coronavírus após um 2020 angustiante.


Na fase inicial, o primeiro conjunto de grupos prioritários elaborado pelo Ministério da Saúde e seguido pelo Paraná foi baseado em princípios da OMS (Organização Mundial da Saúde) e feito em acordo com o Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde) e o Conasems (Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde).


Ao todo, 27 categorias de pessoas tiveram prioridade para recebimento das doses da CoronaVac/Butantan, começando pelos trabalhadores de saúde, idosos institucionalizados, pessoas com deficiência e populações tradicionais, como indígenas. Em três dias, mais de 57 mil pessoas tinham recebido a primeira dose, e no final daquele mês mais de 130 mil.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade