06/03/21
Mitos e verdades

Há posições sexuais que facilitam a gravidez?

Estatisticamente nascem mais de bebês do sexo masculino, mas posteriormente em todas as faixas etárias existe predomínio do sexo feminino

Podemos afirmar que do ponto de vista biológico (genético), para o ser humano a chance de gravidez são praticamente idênticas para o sexo masculino e feminino. Estatisticamente nascem um pouco mais de bebês do sexo masculino, mas posteriormente em todas as faixas etárias encontramos leve predomínio do sexo feminino. Provavelmente pela maior mortalidade do sexo masculino no decorrer da vida (complicações respiratórias após o nascimento e infecções na primeira infância, posteriormente na adolescência causas de morte ligadas ao trauma, acidentes, violência, e no adulto problemas cardiovasculares entre outros).

Científica e fisiologicamente é totalmente infundada a afirmação que a ''posição'' durante a relação sexual possa influenciar no sexo do bebê. Para facilitar a gravidez após uma relação sexual, poderíamos dar algumas orientações que provavelmente ajudariam:


1. Evitar levantar-se rapidamente após a relação;
2. Evitar duchas internas;
3. Para aqueles homens que têm uma pequena quantidade de volume seminal (esperma) orienta-se que a mulher, após a relação sexual, coloque um travesseiro nas nádegas e mantenha as pernas flexionadas sobre o corpo para facilitar que o líquido seminal alcance o colo uterino;
4. Para as mulheres que têm o colo uterino orientado posteriormente, após a relação sexual deve manter-se em decúbito dorsal, e as que possuem o colo uterino voltado anteriormente, facilitaria se permanecessem um tempo em decúbito ventral (isto baseado na possibilidade maior dos espermatozóides formarem um ''lago seminal'' ao redor do colo uterino facilitando sua subida). Naturalmente essas orientações são muito mais relacionadas aos cuidados de quem está tentando engravidar do que uma possibilidade real de gravidez.

Existem algumas técnicas de fertilização assistida através das quais é possível selecionar espermatozóides que carregam o sexo masculino ou feminino, e se faz a fertilização da mulher com os espermatozóides selecionados. Mesmo assim não há garantia de 100% na escolha do sexo.

Mito: É possível escolher o sexo do feto dependendo da fase do período fértil em que a mulher engravidar

Verdade: Qualquer que seja a tentativa, baseada em posição, ciclo lunar ou qualquer outra coisa, em nada influencia a determinação do sexo

Marcelo Mendonça é médico, ginecologista e obstetra
Sexo&Comportamento-Folha de Londrina
Continue lendo
Idosos e Saúde

Londrina tem 800 vagas para vacinação contra a Covid-19 neste domingo

06 MAR 2021 às 17h40
727 mortes

Com 212 casos, Londrina ultrapassa os 39 mil confirmados de Covid-19

06 MAR 2021 às 16h39
Maior desde janeiro

Paraná registra 8.563 novos casos e 146 óbitos de Covid-19

06 MAR 2021 às 16h25
Chega a 1.423

Brasil completa uma semana de recordes de média móvel de mortes por Covid

06 MAR 2021 às 14h44
Boletim diário

Londrina registra mais quatro mortes pela Covid-19 e se aproxima dos 39 mil casos

05 MAR 2021 às 20h08
455 mil doses da vacina

Paraná registra mais 5.650 casos e 107 mortes por Covid-19

05 MAR 2021 às 19h16
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados