Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Crise masculina

Problemas psicológicos podem afetar na 'hora H'

Sexualidade - Sua saúde
08 jul 2011 às 16:22
Continua depois da publicidade

Anejaculação é a ausência total de expulsão de esperma das vias genitais no homem que tem uma excitação sexual normal, ou seja, tem orgasmo e sente prazer, no entanto não existe emissão do líquido seminal. Enquanto que a ejaculação retardada é simplesmente a dificuldade que tem alguns homens em ejacular de uma excitação forte. As causas de anejaculação podem ser orgânicas ou psicológicas.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

As orgânicas podem estar relacionadas com a diabetes avançada, lesões da medula espinhal, processos cirúrgicos da pelves ou abdome, tumores, esclerose múltipla, Parkinson, traumatismos severos , uso de medicamentos psicofarmacos - especialmente antidepressivos, anti-hipertensivos -, beta-bloqueadores, atenolol, propranolol, antiandrogenos como ciproterona de uso em patologias prostática, alcoolismo e abusos de tóxicos, problemas hormonais (deficit de testosterona e DHEA, que é o precursor da androstenediona, testosterona e estrógeno e que é convertido em androgênio - hormônio masculino).

Continua depois da publicidade


No orgasmo anejaculatório existe o orgasmo, se tem a sensação, mas não há saída do esperma. Em alguns casos pode ser que não haja sêmem por algum problema na próstata (em geral as cirurgias da próstata benignas - onde o sêmem vai para a bexiga e depois eliminado na urina, também chamadas de ejaculação seca ou retrógadas - ou malignas -, onde se retira a vesícula seminal e ampolas dos deferentes, não havendo a presença de sêmem) ou por estar obstruídos os tubos que conduzem o líquido seminal das ampolas dos deferentes ou da vesícula seminal até a uretra. Mas em todos estes casos são claros os antecedentes e de todos os modos se impõe um estudo clínico, urológico, sexológico e neurológico (paraplegias).


As psicológicas podem estar associadas a depressão, transtornos de ansiedades, fobias, astenia, aversão sexual, personalidades obsessivas e transtorno obsessivo compulsivo. Em geral estes pacientes vivem em um estado de ansiedade e exigência agudizando o quadro clínico impedindo-os de relaxar-se e desfrutar de maneira calma e prazenteira o encontro amoroso.

Continua depois da publicidade


A anejaculação deve ser diferenciada da ejaculação retardada, onde o homem não atinge o orgasmo, e via de regra, está associada a fatores psicológicos. Na ejaculação retardada o homem pode não atingir o orgasmo durante o intercurso sexual, mas pode obtê-lo mediante masturbação.


O tratamento deve começar pela investigação urológica de possíveis causas orgânicas e tratá-las quando possível. Se o paciente está usando medicamentos que tenham como efeito adverso a inibição do reflexo ejaculatório, deverá discutir com seu médico a possibilidade de interromper ou mudar o tratamento. Se o homem é capaz de ejacular por masturbação ou por sonhos eróticos, uma causa orgânica está praticamente descartada e ajuda de um terapeuta sexual está indicada.

Celso Fernandes Junior - urologista (Londrina)


Continue lendo