10/12/19
º/º
PUBLICIDADE
Sylvio do Amaral Schreiner
Sylvio do Amaral Schreiner
08/11/2019 - 11:30
Imprimir Comunicar erro mais opções
Tenho 46 anos e sou muito bem de vida. Nunca casei e sempre tive mulheres a vontade e ao meu dispor. O que acontece é que sempre só saio com mulheres muito mais jovens do que eu e sempre foi assim na minha vida. Quando tinha 17 anos a menina com quem saía tinha 15, quando eu tinha 23 anos a menina tinha 18. Hoje saio com uma menina de 21 anos. Não consigo me relacionar com ninguém mais velha. Não quero parecer superficial e machista, mas até acho algumas mulheres mais velhas interessantes, mas é mais fácil ficar com as meninas mais novas. Estou te escrevendo porque não consigo pensar sobre o que isso seja, apesar de desconfiar da psicologia. Acho que cada um deve cuidar de si mesmo e que a psicologia é uma perda de tempo, afinal ela não tem como resolver o meu problema. Mas acho que preciso te perguntar o que você acha de mim.

Você considera a psicologia uma perda de tempo, mas precisa perguntar e pedir pelas palavras de um psicólogo. O que será que isso quer dizer? Provavelmente que você não desconsidera a psicologia tanto assim, mas que teme se relacionar com alguma pessoa fora do seu controle. Por isso prefere se relacionar com quem você tem algum tipo de domínio.

Relacionar-se com alguém mais jovem que você te dá mais controle sobre o relacionamento. Te dá mais poder e segurança. Aliás, não é bem mulheres mais jovens com quem você se relaciona, não é a idade que realmente é o ponto principal aqui, mas a ingenuidade. O que você procura nas meninas não é a tenra idade, mas o quanto elas são despreparadas nos relacionamentos e por isso mesmo facilmente manipuladas. Você sofre de paixão pelo controle.

Alguém que tenha mais experiência parece te assustar. Você foge de mulheres que estejam num nível de experiência mais elevado, apesar de achar algumas até interessantes, porque com estas você seria muito mais exigido num eventual relacionamento. E mais ainda, você também, com estas mulheres, não teria o controle absoluto. Não que você tenha o controle de fato com as mais jovens, mas é muito mais provável que você assim sinta e quando as mais ingênuas vão aprendendo as coisas é bem capaz do seu relacionamento terminar e você ir atrás de outra menina ingênua. Isso vira uma repetição sem fim e sem resultado algum.

Assim como você ousou se "abrir” com um psicólogo talvez possa aprender a se abrir mais em sua vida e procurar superar os medos que te impedem de viver um relacionamento mais verdadeiro. A grande verdade é que se relacionar não é mesmo fácil e é fonte de inúmeras angústias. O medo de que a gente vá sair machucado é grande e até mesmo real. Por outro lado, se imobilizar pelos medos nos faz perder experiências importantes na vida, que jamais deveríamos abrir mão. Está na hora de você decidir do que quer abrir mão: dos medos que sente ou de uma vida plena que pode viver?

Siga-me no Instagram @psicanalista.sylvioschreiner
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Sylvio do Amaral Schreiner
 
No blog Mundo Vivo o psicoterapeuta Sylvio do Amaral Schreiner convida o leitor a refletir sobre questões que afligem e maravilham as pessoas. Por meio de artigos pertinentes e atuais, podemos discutir sobre tudo e, com isso, enriquecer nossa sabedoria – lembrando que sabedoria e conhecimento são coisas diferentes. Conhecimento é TER, sabedoria é SER. Esperamos que este seja um espaço para a sabedoria vir a morar, se modificar e evoluir.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE