Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
"Efeitos econômicos diretos"

Prefeitura do Rio divulga estudo para justificar aporte de R$ 10 milhões no show de Madonna

Cleo Guimarães - Folhapress
14 abr 2024 às 17:30
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O show que Madonna fará na Praia de Copacabana, no dia 4 de maio, vai contar com patrocínio de R$ 10 milhões da prefeitura do Rio, conforme publicado na edição da última segunda-feira (8) do Diário Oficial do Município. Quem receberá o montante será a Bonus Track Entretenimento Ltda, que organiza o espetáculo.

O patrocínio gerou questionamentos sobre o uso de recursos públicos para o evento de uma instituição privada, já que o show da cantora faz parte da celebração do centenário do Banco Itaú, do qual ela é garota-propaganda, assim como Fernanda Montenegro, Ronaldo Fenômeno e Jorge Benjor.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Na manhã deste sábado (13), a prefeitura divulgou um estudo em que busca justificar o alto valor investido na apresentação. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Em breve

Após chuva no Rio Grande do Sul, Brasil se prepara para seca na Amazônia

Imagem de destaque
Doações

Defesa Civil de Londrina prorroga até dia 28 arrecadação para a campanha SOS RS

Imagem de destaque
Mais de 160 mortes

Fiocruz estima 2,5 milhões de afetados pelas enchentes no Rio Grande do Sul

Imagem de destaque
Em Venâncio Aires

Segunda morte por leptospirose é confirmada no Rio Grande do Sul


"Vale frisar que um grande evento ou show, como esse da Madonna no Rio, além dos efeitos econômicos diretos que podem exercer sobre a economia local, também existem efeitos indiretos, que comumente são deixados de lado devido à sua mensuração ser significativamente mais difícil. Esses efeitos dizem respeito aos impactos culturais, políticos ou de imagem referentes a realização desses eventos -que podem ser substanciais", diz um dos trechos do comunicado.

Publicidade

Segundo o estudo, elaborado pela SMDUE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano e Econômico), em parceria com a SMTUR (Secretaria Municipal de Turismo), o Réveillon foi usado como base para estimar os potenciais impactos econômicos.

Imagem
Shakira anuncia turnê para novembro em participação surpresa no Coachella
Nesta sexta-feira, 12, primeiro dia da edição de 2024 do festival americano Coachella, Shakira anunciou que começará uma nova turnê mundial em novembro.


"Sendo assim, a expectativa é de um público de pelo menos um milhão de pessoas. Cariocas e moradores da Região Metropolitana do Rio de Janeiro correspondem a 85% deste total; turistas nacionais, 12%; e turistas estrangeiros, 3%", afirma o texto.

Publicidade

Esses números, de acordo com a prefeitura, "fazem sentido, dado que já há notícias e informações de voos extras, vindo de várias cidades do Brasil, além do aumento de passageiros na Rodoviária, vindos de ônibus no período do evento, bem como a forte ocupação hoteleira. Em alguns bairros, como Copacabana -local do show-, a ocupação deve ficar perto dos 100%."

O estudo afirma ainda que, com base em uma pesquisa da FGV sobre o Réveillon 2018, o ticket médio do turista brasileiro é de R$ 491 por dia; do turista estrangeiro, R$ 561. E do carioca e morador da Região Metropolitana do Rio é de R$ 127. O impacto total na economia do Rio seria de R$ 293,4 milhões, com os gastos do público.

Publicidade

Outro trecho do texto lembra que o investimento da Prefeitura do Rio, por meio de contrato de patrocínio, para esse show é de R$ 10 milhões. 


Imagem
Madonna diz para pararem de falar português em show da turnê 'Celebration Tour'
A cantora americana Madonna viralizou nas redes sociais ao dizer, durante um show da turnê "The Celebration Tour", para que pessoas na plateia parassem de falar português.


"Um ponto relevante é que o investimento público da Prefeitura poderá trazer um retorno, em termos de movimentação na economia carioca, de aproximadamente 30 vezes!" (A exclamação consta no documento).

A prefeitura também prevê aumento de arrecadação de 20% nos ISSs (Impostos Sobre Serviços) de atividades relacionadas ao turismo, como o setor aeroportuário, rodoviário e de transporte municipal, "que levariam a uma arrecadação de R$ 60,9 milhões neste mês de maio, com um aumento de R$ 10,2 milhões em comparação com o mesmo mês do ano anterior."

"Ou seja, com base nessas estimativas e hipóteses, o investimento público para o show da Madonna, também seria retornado para a Prefeitura, na mesma magnitude, com aumento da arrecadação de impostos", afirma o texto.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade