Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Onda de calor perigosa

Rio de Janeiro registra sensação térmica de 52,7 ºC na manhã desta segunda-feira

UOL/Folhapress
13 nov 2023 às 13:20
- Reprodução/Canva
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A sensação térmica em Guaratiba, na zona oeste do Rio, era de 52,7ºC às 8h (horário de Brasília), segundo o sistema Alerta Rio, da prefeitura carioca.


Bairro da zona oeste do Rio registrou maior temperatura e maior sensação térmica da cidade nesta manhã. Fazia 36 ºC, mas a sensação térmica era de 52,7 ºC.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

Sensação térmica leva em conta umidade e outros fatores para calcular uma média de como a população está se sentindo. Se a temperatura é um número exato, a sensação é subjetiva, varia de pessoa para pessoa e de acordo com o que se veste. O número é uma estimativa geral.

Leia mais:

Imagem de destaque
Manipulações proibidas

Tribunal Superior Eleitoral restringe uso de Inteligência Artificial nas eleições municipais de 2024

Imagem de destaque
AMAZÔNIA É A MAIS AFETADA

Área queimada no Brasil tem aumento de 248% em relação a janeiro de 2023

Imagem de destaque
363 yanomamis morreram

Um ano foi insuficiente para lidar com toda situação em terra yanomami, diz Guajajara

Imagem de destaque
Redução na taxa

Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro deste ano

Maior sensação térmica neste domingo (12) foi registrada em Irajá, na zona norte, às 13h55. Quem estava lá, sentia um calor de 50,5 ºC. A região também bateu o recorde de maior temperatura do ano no município, de 42,5 ºC.

Publicidade

Onda de calor pelo país foi classificada como "perigosa" pelo Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia). O nível é o intermediário entre os três previstos na escala de grau de severidade do instituto para fenômenos meteorológicos (perigo potencial, perigo e grande perigo).


Imagem
Com 38,4°C, Londrina registra o dia mais quente do ano neste domingo
O "calorão" deste domingo (12) proporcionou o dia mais quente do ano em muitas cidades do Paraná, de acordo com o meteorologista Lizandro Jacóbsen, do Simepar.


COMO LIDAR COM O CALOR INTENSO

Publicidade

- Mantenha-se hidratado. O suor excessivo leva à perda de substâncias que são importantes para o corpo humano, como sais e eletrólitos, podendo causar problemas renais. Além disso, bebidas geladas ajudam o corpo a se resfriar em situações de calor intenso;


- Evite a exposição ao sol nos horários mais quentes. O calor interno aumenta a vasodilatação, diminuindo ainda mais a pressão. Pessoas com a pressão baixa podem sentir tonturas e até desmaiar;

Publicidade


- Não se exercite quando a temperatura estiver alta. Ao praticar exercícios, o corpo tem uma produção muito intensa de calor, o que pode gerar grandes danos;


- Evite o consumo de bebidas alcoólicas. Elas inibem a produção do hormônio antidiurético e ajudam na desidratação. Se for beber, tome água junto;

Publicidade


- Faça refeições leves e de fácil digestão. Inclua legumes, vegetais e frutas que contenham bastante água em sua composição;


- Evite alimentos que demandam muita energia para serem digeridos, como gorduras e carnes pesadas, porque geram ainda mais calor ao corpo;


- Use roupas frescas, de cores claras e tecidos respiráveis.


Imagem
51 prefeituras do Paraná têm situação fiscal em estado crítico, indica estudo
O Paraná tem 51 prefeituras em situação fiscal difícil ou crítica, o que significa baixa capacidade de investimentos, alta dependência de transferência de receitas e planejamento financeiro vulnerável.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade