Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Renda extra

Abono salarial PIS/Pasep 2024: saiba como começar a investir com pouco e definir prioridades

Redação Bonde
14 fev 2024 às 21:45
- Reprodução/Pixabay
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O calendário de pagamento do PIS/Pasep já está definido pelo governo, ao todo 24,5 milhões de trabalhadores serão beneficiados, um valor total de R$ 23,9 bilhões, os pagamentos começarão a partir do dia 15 de fevereiro com o valor do abono salarial de até R$ 1.412, equivalente ao salário mínimo atual, e será pago proporcional ao período em que o trabalhador esteve empregado com carteira assinada em 2022.


Este momento é uma excelente oportunidade para se organizar e quem sabe investir uma parte dessa quantia, pois poucos são os brasileiros que conseguem poupar ao final do mês. É uma oportunidade para reorganizar suas contas e definir prioridades. Uma vez que este é um dinheiro que está entrando como um extra, isso faz com que seja uma oportunidade para começar a investir com segurança, mesmo com pouco.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


DEFINA UM OBJETIVO

Leia mais:

Imagem de destaque
Evolução do estado

Paraná tem a quarta menor desigualdade de renda do Brasil, aponta pesquisa do IBGE

Imagem de destaque
Aquecimento global

Mudanças climáticas podem reduzir renda global em 19% até 2049

Imagem de destaque
Desigualdade

IBGE: 10% mais ricos ganham 14,4 vezes a renda dos 40% mais pobres no Brasil

Imagem de destaque
CNPJ no vermelho

Paraná tem o maior número de empresas inadimplentes na região Sul


É preciso estabelecer o motivo pelo qual está poupando o dinheiro e entender que poupar, como a própria palavra diz, é abrir mão de certos “luxos” para guardar um dinheiro a mais que sobra na conta no final do mês. Seu objetivo pode ser comprar um carro, uma casa, fazer uma viagem ou simplesmente guardar pensando em uma reserva de emergência que nada mais é do que uma garantia no futuro caso perca um emprego.

Publicidade


SAIBA DOS GASTOS FIXOS NO MÊS


No início do mês, já coloque na ponta do lápis quais são os gastos cruciais mensais. Já calcule também o quanto pode usar em 4 semanas para “luxos” e saídas, e já tire da conta-corrente o que sobrar para poupar e não ter risco de usar. É possível também analisar se consegue ainda cortar alguns desses gastos ou adiá-los, ajudando a poupar ainda mais a cada mês.

Publicidade


Imagem
10 erros em obras que geram prejuízos: saiba como evitar!
A falta de planejamento, cuidados e comunicação são alguns dos fatores que mais atrapalham na hora de realizar aquela obra tão desejada.


DEFINA UM VALOR PARA POUPAR


Após anotar as contas fixas, é possível estabelecer um valor mensal para retirar e investir. Não importa o valor, o importante é se educar e criar o hábito de poupar impreterivelmente todo mês. E claro, se for possível reservar um dinheiro além do valor estabelecido, melhor ainda. O que não pode acontecer é não reservar ou reservar menos do “combinado”. Deve funcionar como se fosse uma parcela de uma dívida que você tem consigo mesmo.

Publicidade


INVISTA


Guardar dinheiro na gaveta ou na poupança não é recomendável hoje em dia, pois na gaveta o dinheiro apenas perde seu valor e na poupança o rendimento é muito pequeno, geralmente ainda abaixo da própria desvalorização da moeda. Ainda assim, já é melhor do que não guardar absolutamente nada. O recomendado é fazer um investimento no mercado, mas, para isso, vale avaliar qual seu perfil de investidor com um profissional da área, que irá te instruir sobre investimentos seguros e acessíveis. A ideia é já tirar o dinheiro da conta assim que receber o salário ou a renda mensal e investir.


EVITE CARTÕES DE CRÉDITO


É necessário se policiar para não incluir um novo gasto mensal desnecessário que coloque em risco o dinheiro do investimento estabelecido, ou, ainda pior, fazer com que se torne uma dúvida. Além disso, não ter em mãos o cartão de crédito como opção, assim não se perde o controle daqueles gastos mensais. A ideia é já no início do mês separar o dinheiro para cada data, conta ou “evento” e manter esse compromisso.


Imagem
Brasil ultrapassa a marca de meio milhão de casos prováveis de dengue, com 75 mortes
O Brasil ultrapassou a marca de meio milhão de casos prováveis de dengue, de acordo com os dados atualizados do Ministério da Saúde divulgados nesta segunda-feira (12).
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade