Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Recuperação das vendas

Após Dia das Mães fraco, comerciantes de Londrina apostam nos namorados

Jéssica Sabbadini - Especial para a Folha
10 jun 2024 às 09:00
- Jéssica Sabbadini
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Seja um jantar, uma joia ou um ramalhete de flores, cada um tem seu jeito de declarar o amor pelo parceiro ou parceira neste Dia dos Namorados. Comemorado nesta quarta-feira (12), a data é uma das apostas do comércio em Londrina para se recuperar das baixas vendas no Dia das Mães. 


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

A queda de 6,5% em relação ao ano passado pegou todo mundo de surpresa, já que a data é uma das mais importantes para o comércio de rua.

Leia mais:

Imagem de destaque
Loteria acumulada

Mega-Sena sorteia R$ 47 milhões neste sábado

Imagem de destaque
Saiba mais

Indústria do Paraná emprega quase 39% dos imigrantes

Imagem de destaque
Dicas de planejamento

Saiba como se preparar para uma viagem aos EUA com o dólar em alta

Imagem de destaque
Para nascidos em julho e agosto

Governo libera R$ 4,5 bilhões para pagar PIS/Pasep de junho


De acordo com uma sondagem feita pela Fecomércio-PR (Federação do Comércio do Estado do Paraná) e pelo Sebrae-PR (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), 47,1% dos paranaenses vão presentear alguém especial no Dia dos Namorados, porcentagem semelhante ao do ano passado mas muito abaixo de 2022, por exemplo, quando 64,6% tinha a intenção de dar aquele mimo em uma data tão especial como essa.

Publicidade


Gerente de uma loja de cosméticos e acessórios no Calçadão de Londrina, Flávia Lima Cordeiro, 49, garante que a expectativa é de vender bastante neste sábado (8) e nos dias 10 e 11 para compensar o movimento fraco visto no Dia das Mães, que apresentou uma queda de 90% em relação ao ano anterior. Segundo ela, a loja está com alguns produtos diferentes, que são uma aposta para atrair os clientes. 


Neste ano, os perfumes e os cosméticos ficaram em primeiro lugar, com 37,9%, nas intenções de compra. Mesmo com o cenário favorável, Cordeiro afirma que a realidade é outra. “A gente está precisando vender porque se não os comerciantes não sobrevivem”, admite.

Publicidade


"MÃO DE VACA"


Para 2024, o valor médio do presente ficou na casa dos R$ 157, 2,7% abaixo do ano anterior. Gerente de uma loja de roupas no centro de Londrina, Márcia Vaz, 50, afirma que o movimento está fraco e brinca que as pessoas estão “mãos de vaca” na hora de presentear o parceiro ou parceira. 

Publicidade


Segundo ela, a maioria dos clientes busca um presente de, no máximo, R$ 50. “Um presente de R$ 100 para eles já é caro”, lamenta. 


Com vendas "péssimas", segundo ela, durante o mês de maio, o Dia dos Namorados é a chance de tentar minimizar as perdas. “A gente espera recuperar um pouco agora. Vamos ver como vai ser na semana que vem”, prepara-se.


Leia a reportagem completa na FOLHA DE LONDRINA:


Imagem
Após Dia das Mães fraco, comerciantes apostam nos namorados
Descubra como Londrina se prepara para o Dia dos Namorados, com expectativas de recuperação após baixas vendas no Dia das Mães.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade