Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Pane

Dinheiro desaparecido preocupa correntistas do Bradesco mais de 30 horas depois

Ana Paula Branco - Folhapress
28 nov 2023 às 13:29
- Gilson Abreu/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Há mais de 30 horas, correntistas do Bradesco estão sem saber onde foi parar o valor que tinham em suas contas. Desde a madrugada desta segunda-feira (27), uma falha no sistema do banco zerou a conta-corrente de brasileiros.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

Por volta das 11h desta terça (28), o Bradesco afirmou que a atualização do saldo das contas que tiveram problema havia sido regularizada. "O banco reitera que lamenta o transtorno causado aos clientes".

Leia mais:

Imagem de destaque
PAGAMENTO À VISTA TEM 25% DE DESCONTO

Prefeitura de Cambé começa a distribuir os carnês do IPTU 2024

Imagem de destaque
PERSPECTIVAS DO SETOR INDUSTRIAL

Pesquisa da Fiep aponta que 47% das indústrias paranaenses estão otimistas com 2024

Imagem de destaque
VEJA O CALENDÁRIO

Paraná: vence nesta terça o prazo da segunda parcela do IPVA para veículos com final de placa 3 e 4

Imagem de destaque
COM OPÇÃO DE PAGAMENTO PARCELADO

Arapongas: prazo para pagamento do IPTU 2024 com 10% de desconto encerra nesta terça

No entanto, às 11h20 ainda havia novas queixas nas redes sociais.

Publicidade


O Bradesco não explica o motivo da falha. O banco tem mais de 71,7 milhões de clientes.


Nesta terça-feira (28), o Bradesco é mencionado em 13 mil postagens no X, ex-Twitter.

Publicidade


"@Bradesco Como está a situação dos dinheiros desaparecidos das contas? O meu continua desaparecido. Fiz uma transferência de R$ 580,00 da c/c para a poupança dia 13.11, mas esse valor não aparece lançado na poupança na data referida e nem aparece no saldo, só no extrato da c/c", questiona um cliente, que não recebeu resposta do banco até o momento.


Entre as menções, usuários relatam terem recebido dinheiro do banco indevidamente, erro corrigido depois.

Publicidade

Vale lembrar que, segundo o Código Civil, quem recebe um dinheiro por engano é obrigada a devolver o valor, seja uma transferência do banco ou de outro cliente.


O recebimento indevido pode configurar enriquecimento ilícito. Caso tenha utilizado parte do valor, o banco pode exigir ressarcimento e tomar medidas para recuperar os fundos.

Publicidade


No site DowDetector, que acompanha as falhas dos serviços digitais, registrou as primeiras notificações às 5h53 de segunda. Um novo pico de queixas sobre o sistema do Bradesco foi registrado às 9h03 desta terça-feira. Além da discrepância no valor do saldo da conta, usuários também reclamam de falhas no aplicativo do banco e nas transferências de dinheiro.


O Downdetector afirma que só comunica um incidente quando o número de relatórios de problemas é significativamente superior ao volume habitual a hora do dia.

Publicidade


O Bradesco está passando por troca de comando. Na última quinta-feira (23), o banco anunciou que Marcelo Noronha substituirá Octavio de Lazari Jr. como presidente-executivo da instituição. Lazari, por sua vez, vai assumir uma cadeira no conselho de administração.


Na tarde desta segunda, vice-presidente responsável pelo banco de atacado, Eurico Ramos Fabri, pediu demissão, alegando motivos pessoais. Até o momento, não foi anunciado seu substituto.

Publicidade


A saída do executivo ocorre no mesmo dia em que o Bradesco aderiu ao acordo da Americanas com seus principais credores. O banco tem cerca de R$ 4,85 bilhões a receber da varejista.


O Bradesco encerrou o terceiro trimestre deste ano com lucro de R$ 4,6 bilhões, 11,5% a menos que no mesmo período de 2022, num resultado pior que o esperado pelo mercado, que previa R$ 4,68 bilhões.


COMO REGISTRAR O SUMIÇO DO DINHEIRO


O correntista afetado pela falha no sistema deve reclamar diretamente com o Bradesco, por meio do SAC do banco, anotando o protocolo de atendimento. O recomendado é juntar evidências da falta de saldo com print de telas e comprovantes do caixa-eletrônico.


Se não houver solução no prazo informado pelo Bradesco, o correntista pode registrar queixa nos órgãos de defesa do consumidor, como o Procon, e no Banco Central, que fiscaliza a atuação das instituições financeiras.


O registro do problema vai auxiliar as entidades a atuarem com punições contra o banco.


O Procon-SP afirma que não tem até o momento reclamações formalizadas em sua plataforma, relacionadas a problemas com contas correntes no banco Bradesco. "Mas, com base em informações de imprensa e menção ao órgão em redes sociais, enviou uma notificação à instituição financeira, pedindo esclarecimentos sobre o problema de desaparecimento de valores dos consumidores em suas contas", diz, em nota à Folha.


Segundo o órgão, entre as informações solicitadas estão: impacto do problema, identificação da situação e providências adotadas e prazo para resolução, além de quantos consumidores já entraram em contato e qual o tratamento que está sendo dado a eles.


O Procon-SP afirma que o pagamento de encargos pelo não pagamento de faturas, devido à falta de saldo para o consumidor quitar o débito, será de responsabilidade da instituição financeira, desde que o consumidor registre a reclamação junto ao banco antes do vencimento das cobranças.


Ou seja, se um boleto vence hoje e a conta do consumidor está sem saldo em função da falha do banco, o correntista precisa registrar o caso ainda hoje junto ao Bradesco.


Imagem
Centenários: envelhecimento acelerado desafia o Brasil
Centenários como Piveta representam 0,018% da população brasileira, ou 37.814 pessoas (27.244 mulheres e 10.570 homens) que cruzaram a linha de um século de vida
Receba notícias do Bonde no Whatsapp/Telegram e fique por dentro de tudo!
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade