05/12/20
PUBLICIDADE
R$1,6 bilhão

Paraná pede à União urgência na liberação de empréstimo

O governador Carlos Massa Ratinho Junior se reuniu nesta quarta-feira (15), por videoconferência, com o ministro da Economia, Paulo Guedes, para agilizar a liberação do empréstimo de R$ 1,6 bilhão para investimento em infraestrutura no Estado.

Rodrigo Felix Leal/AEN-PR
Rodrigo Felix Leal/AEN-PR


Em fase final de tramitação na STN (Secretaria do Tesouro Nacional), a operação depende apenas de uma garantia por parte da União para ser sacramentada. O empréstimo foi captado junto ao Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal e contou com aprovação da Assembleia Legislativa do Estado.

"O Paraná tem capacidade de endividamento porque fez a lição de casa”, disse o governador. "Cortamos secretarias em uma profunda reforma administrativa e agilizamos a reforma da previdência estadual. Agora precisamos desses recursos para melhorar a infraestrutura e dar um salto para fazer do Paraná o estado mais eficiente do Brasil”, afirmou.

De acordo com o governador, parte do montante, cerca de R$ 600 milhões, será aplicada diretamente na modernização da malha rodoviária paranaense. "É a condição necessária para transformar o Paraná no hub logístico da América do Sul”, disse.

Além disso, ressaltou Ratinho Junior, o empréstimo permitirá ao Governo investir no Programa Litoral (R$ 600 milhões), Segurança Pública (R$ 300 milhões) e também em ações da Agricultura (R$ 100 milhões), como a modernização de estradas rurais.

As obras, lembrou, integram o programa de projetos executivos lançados no ano passado pelo Estado. "Contamos com isso para retomar a economia paranaense no pós-pandemia e assim ajudar o Brasil a crescer”, acrescentou o governador.

Agro

Além disso, Ratinho Junior solicitou para o Ministério da Economia um aporte maior de recursos do Bndes (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) e no Brde (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul), permitindo assim que a agência paranaense amplie linhas de crédito para o agronegócio estadual. "O setor é a locomotiva do Paraná, responsável por cerca e 35% do PIB local”, afirmou o governador.

Atualmente, o Brde tem em caixa R$ 460 milhões para fomentar o desenvolvimento do agronegócio do Paraná. O valor integra o Plano Safra 2020/2021, editado pelo Governo Federal, e é 6,1% superior ao volume para crédito disponível na safra anterior no Estado.

Ratinho Junior destacou que o montante disponível para a próxima safra representa 46% do que foi financiado pela agência paranaense do Brde nas últimas três safras, estimado em cerca de R$ 1 bilhão.
AEN-PR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Seria no domingo

Chuva cancela paralisação do sistema Tibagi em Londrina e Cambé

04 DEZ 2020 às 17h13
Até dia 22

Dezembro é a última oportunidade de aderir ao Profis 2020 em Londrina

04 DEZ 2020 às 17h04
Investigação

Polícia do Rio intima Bonner e Renata após censura no caso das 'rachadinhas' de Flávio Bolsonaro

04 DEZ 2020 às 15h31
Assistência social

Após redução do auxílio, fila de espera do Bolsa Família volta ter 1 milhão de cadastros

04 DEZ 2020 às 14h27
Quarentena no PR

Conforme secretário, Londrina seguirá decreto estadual, mas não imporá novas restrições

04 DEZ 2020 às 11h46
Negligência e maus-tratos

Casa de repouso de idosos em Londrina fecha as portas a mando da Justiça

04 DEZ 2020 às 10h24
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados