Pesquisar

Canais

Serviços

Rodrigo Felix Leal/AEN
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Saiba mais

Paraná propõe reajuste de 3% para os servidores públicos em 2022

Redação Bonde com AEN
30 nov 2021 às 08:41
Continua depois da publicidade

O governador Ratinho Junior (PSD) vai mandar um projeto de lei para a Assembleia Legislativa do Paraná propondo reajuste de 3% aos servidores públicos. Segundo informou a AEN (Agência Estadual de Notícias) nesta segunda-feira (29), a lei revê os termos da programação implementada em 2019 e interrompida em 2020 e 2021 em função da pandemia do novo coronavírus, como condição para o recebimento de verbas federais para a manutenção dos serviços básicos para a população. O texto vai tramitar em regime de urgência.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Tal reajuste leva em consideração o cenário econômico pós-pandemia. Para promover o pagamento do valor ainda em débito, fora editado a Lei n° 19.912, de 2019, no entanto, sobretudo em função da crise econômica, apenas a primeira parcela (2%) foi paga. Na época, o pagamento da reposição salarial, escalonado até 2022, seria de 2% em 2020 e 1,5% 2021 e 2022, com impacto global estimado em R$ 1,8 bilhão.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Entretando com a pandemia e a lei federal (lei complementar 173/2020) que instituiu os repasses emergenciais aos estados com veto ao aumento da folha até dezembro de 2021, os pagamentos foram interrompidos. Agora, o Governo do Estado propõe a retomada dos pagamentos. Se aprovado, o reajuste será implementado em janeiro.


O impacto financeiro é estimado em R$ 786,3 milhões por ano - R$ 459 milhões em ativos e R$ 327 milhões em inativos. O Estado tem cerca de 150 mil servidores ativos e 133 mil inativos (aposentados e pensionistas).


"O Governo tem como meta manter as contas em equilíbrio, o que possibilita atrair investimentos que geram milhares de empregos e fazer investimentos públicos para melhorar a vida nos municípios. Também estamos batalhando para aumentar a arrecadação para sanar o déficit projetado para o Orçamento deste ano, ainda fortemente impactado pela pandemia. Enfrentamos nos últimos anos uma das maiores crises da nossa história e agora começamos a trabalhar com o planejamento de reajuste para os nossos servidores, que tanto se empenharam para manter os serviços públicos nos últimos anos", comentou o governador.

Continua depois da publicidade


De acordo com o projeto, o pagamento do índice restante de revisão geral anual previsto na Lei n° 18.493, de 24 de junho de 2015, dependerá do desempenho da arrecadação ao longo do exercício de 2022.

Continue lendo