08/04/20
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
|
Adeus ao impresso

Veja como emitir a carteira de trabalho digital

A carteira de trabalho está se adequando às tendências do mundo conectado: o documento passará a ser digital. O trabalhador que quiser emitir a carteira de trabalho digital tem duas opções, pode baixar o aplicativo CTPS Digital direto no celular ou então fazer o seu cadastro no acesso.gov.br e gerar o documento pela plataforma. O número da carteira de trabalho digital será o número do CPF do trabalhador e ela trará todo o histórico da vida profissional.

Divulgação
Divulgação


O Ministério da Economia é o responsável pela migração de dados e o documento digital conterá os registros existentes na carteira física. A CTPS Digital é válida em todo território nacional e substituirá o documento impresso, que deixará de ser confeccionado. Dessa forma, as empresas não precisarão mais da carteira física para fazer a contratação.

A SMTER (Secretaria Municipal do Trabalho, Emprego e Renda) de Londrina emitirá a carteira física até o final de fevereiro, conforme os horários agendados. A partir de março o documento será exclusivamente digital. Cidades da região, e até Curitiba, já não estão emitindo a carteira. A medida atende à recomendação do Ministério da Economia. O processo da carteira digital é simples e quem já tiver cadastro no portal Emprega Brasil ou no Meu INSS utilizará a mesma senha. Quem ainda não utiliza os serviços digitais poderá fazer seu cadastro no site acesso.gov.br. Na emissão da CTPS Digital, o trabalhador terá de responder um breve questionário. São perguntas simples relacionadas à vida funcional e que apenas o trabalhador saberá responder, o que garante a segurança do processo.

O secretário municipal do Trabalho, Emprego e Renda de Londrina, Elzo Carreri, listou os benefícios da CTPS Digital. "O trabalhador que precisar emitir sua carteira não precisará mais agendar um atendimento presencial e isso abrevia muito o processo. Com o cadastro no portal ou no aplicativo, imediatamente ele terá o documento à disposição. As empresas já estão habilitadas a fazer a contratação pela CTPS Digital e o trabalhador poderá compartilhar sua carteira de trabalho com o empregador diretamente pelo aplicativo. Com um acesso à internet ele tem toda a sua vida funcional em mãos. Além disso, trabalhadores de cidades que não tem um serviço de emissão de carteira presencial não precisarão mais se deslocar para emitir o documento”, explicou.

Carreri ponderou que toda mudança exige um tempo de adaptação e que quem for utilizar a nova ferramenta e sentir dificuldades terá todo o respaldo da Secretaria. "Acreditamos que essa é uma mudança para melhor, mas sabemos que o impacto imediato pode causar estranhamento. A vida toda o trabalhador precisou de um documento físico e agora não será mais necessário. Entendendo os efeitos dessa ruptura e os possíveis desdobramentos, adiamos o encerramento da confecção da carteira para o fim de fevereiro e durante esse período já fomos informando ao trabalhador sobre a CTPS Digital”, contou.

O secretário disse ainda que será feita uma campanha de conscientização com as empresas. "Buscaremos o apoio das entidades de classe e sindicatos e também utilizaremos nossas redes sociais para levar a informação de forma abrangente a todos os envolvidos. Quanto ao procedimento virtual da emissão da CTPS, nós temos terminais de autoatendimento na Secretaria para o trabalhador gerar o documento digital e vamos destacar um funcionário para auxiliar nesse processo nos primeiros meses”, garantiu.

NÚMEROS

Carreri lembrou que em pouco mais de dois anos, foram 17.897 trabalhadores atendidos. Segundo ele, até o final do serviço serão mais de 18 mil pessoas para as quais a Secretaria não só emitiu a CTPS, como fez a intermediação de mão de obra e aproximou trabalhadores de oportunidades de trabalho. "Quando assumimos, a Secretaria do Trabalho de Londrina não fazia a carteira. Nós atendemos ao pedido do Ministério e à determinação do prefeito Marcelo Belinati, passando a emitir o documento em novembro de 2017. Desde então, atendemos com excelência e nos consolidamos como o principal polo de emissão de CTPS da cidade e da região. Acabamos com o problema do londrinense que tinha de ir até cidades de São Paulo para fazer sua carteira, atendemos a uma demanda enorme que havia e zeramos a fila de espera represada na cidade”, pontuou.
N.com
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Perdi minha carteira de trabalho. O que fazer quando requerer aposentadoria?
Confira!
Sine divulga 45 vagas de emprego em Londrina
Confira
Carteira de Trabalho Digital entra em vigor nesta terça
Continue lendo
Acesso ao auxílio
Regularização de CPF pode ser feita pelo site da Receita Federal
08/04/2020 17:31
CRLV digital
Condutores já podem imprimir em casa documento veicular; veja como
08/04/2020 16:06
Durante a quarentena
Com pães, laticínios e outros alimentos, loja consegue liminar para reabrir
08/04/2020 15:48
31 países
Europa deve manter fronteiras fechadas até 15 de maio
08/04/2020 15:35
Alerta
Golpes cibernéticos prometem de dinheiro a serviços de streaming
08/04/2020 15:11
Veja mais e a capa do canal