Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Disputa em SP

Em comício de Haddad, Lula ataca Serra e Russomanno

Agência Estado
01 out 2012 às 21:35
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva elogiou na noite desta segunda, no comício do candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, a coragem da presidente da República, Dilma Rousseff, em participar do evento na zona leste e olhar para cada mulher e para cada homem e dizer que veio "meter o bico" na eleição da Capital. Ao falar da citação da presidente, Lula complementou: "O meu bico não é grande como o dos tucanos, é muito melhor, porque não é de predador, de comer passarinho, é de quem quer conversar com o povo. Fiz mais do que a elite brasileira fez em 500 anos, só peço uma chance pro Haddad."

O ex-presidente petista também disparou contra os candidatos José Serra (PSDB) e Celso Russomanno (PRB). Lula questionou a vontade do tucano em realmente ser novamente prefeito de São Paulo. "Ele não está a fim de ser prefeito de São Paulo", disse. Quanto a Russomanno, Lula lembrou a trajetória da prefeita de Natal, Micarla de Sousa (PV), que foi eleita com votação expressiva por conta de ter sido apresentadora de uma TV local e estar concluindo o mandato com uma rejeição recorde de 95%. "Quero que ver essa gente que vende facilidades enfrentar as enchentes em São Paulo, melhorar o trânsito", disse Lula, afirmando que a realidade da cidade é diferente da que é "vendida" no horário eleitoral gratuito na TV.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Ao citar as realizações de seu governo, Lula destacou o aumento do salário mínimo, o aumento do turismo nacional e internacional e mencionou a construção do Estádio do Corinthians, em Itaquera, na zona leste. "Antigamente a gente ia ao Morumbi ver o jogo da seleção, agora é o Morumbi que terá de vir à zona leste. "Votando no Haddad é como se estivessem votando e acreditando em vocês mesmo", frisou.

Leia mais:

Imagem de destaque
Um mês e meio após eleições

Bairro de Curitiba amanhece abarrotado de santinhos

Imagem de destaque
Acusado de propaganda ilegal

TRE muda decisão e valida candidatura de prefeito eleito

Imagem de destaque
Dados do TSE

Eleições municipais custaram R$ 2,81 por eleitor

Imagem de destaque
Alerta Justiça Eleitoral

Eleições: prazo para prestação de contas termina nesta 3ª


Haddad

Publicidade


A um público estimado pela organização do evento em dez mil pessoas e em cinco mil pela Polícia Militar, considerado até agora o maior comício de toda campanha petista, Fernando Haddad não deixou de provocar o tucano José Serra por ter criticado a participação da presidente Dilma na campanha da capital paulistana. No início de seu discurso, o petista disse que após a fala de Dilma, "certo candidato" ficaria com o bico fechado. "O que está de bico fechado agora disse que não vamos integrar o Bilhete Único Mensal com o metrô. É mentira", disse o petista, ao defender a sua principal bandeira de campanha.


O candidato ainda acusou seus adversários de não oferecerem propostas à cidade e prometeu se dedicar à zona leste da cidade se for eleito. "Vocês não vão se arrepender de votar na Nádia Campeão para vice-prefeita e no Fernando Haddad para prefeito", afirmou.

Além da presidente Dilma e de Lula, participaram do comício desta segunda de Haddad as principais lideranças do partido, tais como o presidente nacional do PT, Rui Falcão, os ministros da Cultura, Marta Suplicy, e da Educação, Aloizio Mercadante, o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, além de outros correligionários. Durante todo o comício, os discursos alertavam para o risco da população eleger um aventureiro. "Não podemos entrar nessa aventura", pediu o deputado federal Carlos Zarattini.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade