Pesquisar

Canais

Serviços

Arquivo/Vivian Honorato
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Artistas de todo o Brasil!

Festival de Graffiti em Londrina começa na sexta-feira com oficinas gratuitas

Redação Bonde com N.Com
27 out 2021 às 17:55
Continua depois da publicidade

Os moradores da zona norte de Londrina terão um dos maiores murais de grafite a céu aberto do Paraná e do sul do Brasil. Isso porque, nesta sexta-feira (29), terá início o 6º Festival CapStyle Graffiti, realizado pelo Coletivo CapStyle, que contará com a presença de 65 artistas do Brasil e do exterior. Juntos, eles vão oferecer oficinas e deixarão sua arte registrada em meio quilômetro de extensão dos muros do Cemitério Municipal Jardim da Saudade, que fica na Avenida Saul Elkind, 2.805, no Conjunto Vivi Xavier.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


A grafitagem dos muros de um dos maiores cemitérios municipais de Londrina começará no sábado (30), das 9h às 19h, e deve terminar no domingo (31), até às 19h. Para isso, artistas renomados virão do Chile e de todos os cantos do Brasil, como do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Amazonas, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Entre eles, estará Tadeu Fernandes de Lima Junior, mais conhecido como Carão.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Carão integra o coletivo e é um dos organizadores do evento. Ele explicou que será a primeira vez que a zona norte receberá a edição do festival, que vem ocorrendo desde 2004, e que terá grafites com desenhos caricatos, de animais, de letras, realistas e de todos os tipos de arte, feitos pelos artistas de renome nacional e internacional. 


“Geralmente, o cemitério é um lugar triste, onde acontecem vários sepultamentos todos os dias. Com a grafitagem, a gente espera levar conforto para a população. Poder fazer um painel a céu aberto, vai ser um presente que vamos dar para a zona norte”, disse o artista Carão.


O superintendente da Acesf (Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina), Péricles Deliberador, lembrou que, nas edições anteriores do Festival CapStyle Graffiti, foram pintados os muros do Cemitério Municipal São Pedro. Agora, a vez é do Cemitério Jardim da Saudade. 

Continua depois da publicidade


“Vai ser uma mudança na visão que as pessoas têm do cemitério. Vai mudar a paisagem do local que, às vezes, transmite tristeza, para algo diferente e mais agradável, porque terá o colorido das tintas e os desenhos trazendo um pouco de leveza”, disse Deliberador.


Oficinas – Além da pintura do muro do Cemitério Jardim da Saudade, a população está convidada para participar das oficinas que acontecerão na sexta-feira (29). A primeira delas será na Casa Madá – Ateliê Coletivo, que fica na Avenida Carlos Gomes, 145, no Petrópolis. 


Na oportunidade, o documentarista de grafitagem, Henrique Madeira, estará presente para registrar o momento e conversar com os participantes.


Ainda na sexta-feira (29), às 14h, outra oficina vai acontecer na Casa das Artes, fica na Rua Tadão Ohira, 325, no Jardim Perobal, zona sul de Londrina. Nesta, estará presente o artista de Seth, que é de Joinville (SC).


No mesmo dia e horário, a Escola de Circo da zona norte (Avenida Saul Elkind, 790) terá a presença do artista londrinense MUKA. À noite, a partir das 18h, o espaço fará uma roda de conversa sobre a vida do artiste de grafite durante a pandemia e as adaptações que foram necessárias devido à Covid-19.


Todas as oficinas são abertas ao público adolescente, jovem e adulto. Não precisa se inscrever para participar e todo material necessário para os trabalhos será entregue gratuitamente.


Parcerias – Para que esse trabalho fosse realizado, a Prefeitura de Londrina contou com o apoio cultural de vários parceiros, como da Acomac (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção), do Projeto Mangue & Tal e da Sanepar (Companhia de Saneamento do Paraná).


A Acomac abrange uma área com 105 municípios e conta com mais de 200 lojas associadas. Ela foi convidada pela Prefeitura de Londrina para ajudar na disponibilização dos materiais necessários aos trabalhos, por meio de contribuição de lojistas de Londrina e de indústrias, como a Tekbond e a Quartzolit Brasil.


Assim, a Associação conseguiu o apoio cultural dos gestores nacionais da Tekbond, como o supervisor Regional Sul da Tekbond, Claudio Roberto Silva Filho, o Gerente de Segmento da Tekbond, Elmer Enumo, e o representante local da marca, Ronaldo Robles. Eles disponibilizaram gratuitamente 804 sprays coloridos da Tekbond, sendo que cada spray custa R$ 16,00 no valor de mercado, ou seja, houve uma economia de R$ 12.864,00 apenas com spray colorido, que serão usados pelos artistas.


Além disso, a tinta branca – utilizada para pintar o muro que servirá de fundo para o grafite – também foi entregue gratuitamente pela Quartzolit Brasil. Elas vieram direto da fábrica e somaram 216 litros de tinta, divididas entre 12 galões de 18 litros cada. Se a Prefeitura tivesse que comprar esse insumo, teria que desembolsar cerca de R$ 3.000,00. Com as tintas coloridas e a branca foi possível economizar R$ 15.864,00.


“Londrina é um ponto de referência para outras cidades da região e entendemos que as empresas privadas precisam ser parceiras do poder público, porque uma cidade mais bonita e cuidada, é melhor para todos. E, nós da Acomac, temos contatos com grandes indústrias multinacionais, como é o caso da Tekbond e da Quartzolit Brasil, que podem nos ajudar. Por isso, estamos sempre à disposição da Prefeitura de Londrina, para o que precisar, pois sabemos que isso faz a diferença para a cidade”, disse o presidente da Acomac, Adriano Montanari.


Pensando na preservação da natureza, o Projeto Mangue & Tal, de Vargem Grande, também vai ajudar o festival. A educadora ambiental, Belle Provenzano, estará em Londrina com uma equipe do projeto. Eles vão recolher todas as embalagens das tintas em spray que forem utilizadas e darão a destinação ambientalmente correta. Devem ser reciclados todos os componentes do produto, como a válvula e a embalagem metálica. Além disso, o gás contido na mesma será extraído de forma a não poluir o meio ambiente.


Já a Sanepar de Londrina montará uma tenda para distribuir água para os artistas, mantendo-os hidratados durante o dia inteiro. A Acesf, além de ceder e preparar o muro para o grafite, dará almoço para os 65 grafiteiros. Já a CMTU (Companhia Municipal de trânsito e Urbanização) estará no local para ajudar na orientação e na organização dos trabalhos dos ambulantes de velas e flores e dos grafiteiros. 


Por isso, as vagas de estacionamento do entorno do Cemitério Jardim da Saudade, onde os grafiteiros estarão pintando, vão ser fechadas e utilizadas pelos ambulantes. Um fiscal da Prefeitura também vai ao local para ajudar na fiscalização das normas do Código de Posturas.


O Festival CapStyle Graffiti é uma realização do Coletivo CapStyle com a Prefeitura de Londrina, por meio da SMC (Secretaria Municipal de Cultura), da Acesf (Administração dos Cemitérios e Serviços Funerários de Londrina) e da CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) e conta com parcerias como a Acomac (Associação dos Comerciantes de Materiais de Construção), do Projeto Mangue & Tal e Sanepar.

Continue lendo