Pesquisar

Canais

Serviços

Marcos Zanutto/Arquivo Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Imbróglio antigo

Mata do Marco Zero: novo plano de recuperação deve ser apresentado até fevereiro

Rafael Machado - Grupo Folha
23 dez 2021 às 18:53
Continua depois da publicidade

A empresa Marco Zero Empreendimentos Imobiliários terá que apresentar um novo plano de recuperação da mata do Marco Zero até o dia 15 de fevereiro de 2022. O prazo foi dado em ofício encaminhado pela Sema (secretaria municipal do Ambiente). Segundo o documento a que a FOLHA teve acesso, a mesma pasta deverá aprovar a execução das melhorias. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


A determinação é fruto de uma reunião realizada na semana passada entre representantes da empresa e a prefeitura. No encontro, os empresários "afirmaram estar dispostos a readequar os Planos de Recuperação de Área Degradada (PRADs) da Mata do Marco Zero". As últimas versões desse planejamento datam de 2014 e "precisam ser adequados à realidade atual", como pontuou técnicos da secretaria na notificação administrativa obtida pela reportagem. 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Em vistoria realizada neste mês, fiscais da Sema constataram diversas irregularidades no ponto histórico. No relatório, foi descrito que a cerca da mata "encontra-se danificada em diversos pontos, permitindo que haja a entrada de pessoas. Nas proximidades do entroncamento das ruas Amaro Romeu Ramalho e Santa Cecília foi observada a presença de gente que, aparentemente, está ocupando a área. Observamos uma lona estendida entre as árvores, que deve estar servindo de abrigo". 


No dia da visita, os servidores descreveram "que foi observado um número expressivo de pessoas no interior da mata, principalmente usuários de drogas que adentram por pontos em que a cerca encontra-se quebrada perto da viela situada na parte leste da área". 


CONTINUE LENDO: Prefeitura de Londrina e empresário divergem sobre quem é o responsável pelo Marco Zero

Continue lendo