Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Alerta

Mosquito da dengue em casa pode render processo criminal

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Além das multas, quem permitir que o mosquito transmissor da dengue – o Aedes aegypti – se prolifere também poderá responder pelo crime de expor a perigo a vida ou a saúde de outras pessoas, cuja pena varia de 3 meses a um ano de detenção.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A informação é do promotor Paulo Tavares, que responde pela Promotoria da Saúde Pública em Londrina. Ele recebeu da Vigilância Sanitária os autos de infração referentes às 10 multas lavradas até agora contra pessoas e empresas que continuam com foco de dengue em suas propriedades.

Continua depois da publicidade


"Essas pessoas estão desrespeitando a determinação da Vigilância Sanitária de acabar com os focos da dengue e essa omissão se caracteriza como crime contra a saúde pública, já que estão contribuindo para que a doença se propague", afirmou Tavares em entrevista à Rádio Paiquerê.


O promotor lembrou do alertado dos especialista de que uma nova epidemia de dengue em Londrina poderia ter resultados trágicos, uma vez que quem já teve dengue do tipo 'clássico' – e foram mais de 7 mil pessoas na epidemia de 2003 – corre o risco de contrair dengue do tipo hemorrágica, que pode ser fatal. "Essas pessoas que deixam os focos são irresponsáveis e estão completamente fora de sintonia com os esforços para acabar com a dengue", criticou o promotor.


Leia também:

Continua depois da publicidade

Descaso com a dengue já rendeu R$ 14 mil em multas


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade