Pesquisar

Canais

Serviços

Investigação do MP partiu de denúncias de pacientes que reclamam principalmente da demora para receber atendimento no PAM - Arquivo Folha de Londrina
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Saúde pública

MP quer atendimento melhor no PAM e nas UBS de Londrina

Loriane Comeli - Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A demora no atendimento prestado no pronto atendimento municipal (PAM), e a falta de resolutividade nas unidades básicas de saúde (UBS) são os alvos de um procedimento administrativo instaurado pela promotoria de Defesa da Saúde Pública de Londrina.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A partir de denúncias dos próprios pacientes, a promotoria decidiu colocar uma equipe composta por uma assistência social e cinco estagiários para acompanhar a rotina da unidade todas as tardes e noites desta semana.

Continua depois da publicidade


"Vamos conversar com esses pacientes para saber de qual unidade foram encaminhados, qual o motivo da ida, se foram primeiro à UBS e se tiveram lá atendimento satisfatório, quanto tempo aguardam atendimento", disse ao Bonde Maria Giselda de Lima, a assistente social designada para o trabalho pelo promotor Paulo Tavares.


Uma das suspeitas da promotoria é que o atendimento nas 52 unidades básicas de saúde de Londrina não seja satisfatório e resolutivo. Isto se daria principalmente por falta de médicos. "Não adianta se gabar do número de unidades de saúde se elas não oferecem atendimento adequado, se atendem apenas 20 pessoas por dia", disse Giselda.


"Há uma tentativa de conscientizar as pessoas a procurarem o posto de saúde perto da sua casa, mas se a pessoa não for bem atendida lá, ela vai buscar ajuda em outro lugar, como o PAM", afirmou o promotor Paulo Tavares.

Continua depois da publicidade


O promotor já conseguiu identificar um dos problemas do PAM: a falta de médicos. "Três médicos apenas por turno é um número insuficiente", adiantou em entrevista à Rádio Paiquerê. "O secretário de Saúde (Aparecido Andrade) disse que está fazendo todo o possível para remanejar médicos para lá", completou.

O levantamento de dados da equipe da promotoria termina na segunda-feira da semana que vem (9).


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade