Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Coleta de lixo

Município rompe mais um contrato com terceirizada

Loriane Comeli - Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

A prefeitura de Londrina vai romper o contrato com a empresa Qualix, terceirizada que faz a coleta do lixo domiciliar na cidade ao custo anual de R$ 6,276 milhões. O principal motivo, segundo informou o presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU), Paulo Renato Mattiuz, é que o município não consegue arcar com o reajuste solicitado pela empresa.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Ele disse que há aproximadamente 20 dias a Qualix pediu 'reequilíbrio' do contrato de 37%: assim o valor mensal que é de R$ 523 mil passaria para R$ 719 mil. "Houve sim aumento de insumos da empresa, como o combustível e a mão de obra, mas não neste índice", afirmou Mattiuz em entrevista à Rádio Brasil Sul. "E ainda que fosse, o município não tem recursos para isso".

Continua depois da publicidade

Segundo o presidente da CMTU, duas empresas já foram convidadas para prestar o serviço por meio de um contrato emergencial. "Devemos terminar o processo de contratação ainda esta semana. O contrato será em caráter emergencial porque o município ainda não concluiu o plano de saneamento, uma condição para licitar o serviço".


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade