Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Em Londrina e Cambé

Sanepar orientar população sobre uso racional da água

Redação - Folha de Londrina
30 jul 2003 às 17:43
Continua depois da publicidade

A Sanepar adotou uma forma prática de orientar o consumidor para o uso racional da água. Em Londrina e Cambé, a empresa mantém uma sala com equipamentos hidráulicos na área de atendimento ao cliente e um técnico visita associações de moradores e outras entidades, levando parte desse material até a comunidade. Paralelamente, está sendo realizado um trabalho sobre a Tarifa Social, com recadastramento de famílias.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Em uma bancada estão instalados diversos hidrômetros, um manômetro, torneira, chuveiro, caixa de água de acrílico com bóia, mangueira de jardim e um cronômetro. Com o auxílio das peças, o técnico Arnaldo Gripp Bicalho mostra as diferentes condições de consumo. Explica, por exemplo, que o gasto de água é muito maior quando se utiliza a que vem direto da rede distribuidora. "Quando utilizamos a água de um reservatório domiciliar com bóia, estamos desperdiçando muito menos", adverte Arnaldo. Ele explica que é registrada uma diferença de até 85%, dependendo da pressão da rede de abastecimento.

Continua depois da publicidade


Outro exemplo é que, em cada descarga feita em um vaso sanitário com sistema de válvula, é possível gastar até 30 litros de água. Usando uma descarga tipo bacia, com caixa acoplada fixada ao vaso, pode-se reduzir o consumo em 73%. "Formas de economizar água no dia-a-dia não faltam", garante o técnico.


Arnaldo leva uma bancada a associações de moradores e outras instituições com as peças hidráulicas e faz demonstrações dos equipamentos, explicando o uso racional da água. Ele ressalta a eficiência dos redutores de vazão, a importância da caixa d'água, esclarece as pessoas sobre os benefícios do recadastramento para a Tarifa Social e tira dúvidas dos participantes.


"Por falta de informação, as famílias menos favorecidas acabam consumindo mais do que o necessário e não usufruem dos benefícios da tarifa diferenciada. E é com esse trabalho de resgate social que a Sanepar está conseguindo modificar a situação," avalia Arnaldo.

Continua depois da publicidade


Tarifa Social - O gerente de Receita da Sanepar na Região Metropolitana de Londrina, Oscar Fernandes, explica que está realizando um trabalho de resgate social, além das orientações sobre o uso racional da água.


"Estamos, ainda, facilitando o pagamento das contas atrasadas, renegociando os débitos", conta o gerente. Oscar avalia que, com esse tipo de procedimento, já conseguiu recadastrar cerca de mil famílias na Tarifa Social, promovendo o acesso ao saneamento básico, em consonância com a diretriz do governo estadual e do federal".


Há sete anos, a Sanepar possuía 14 mil consumidores cadastrados na Tarifa Social em Londrina. Já no início desse ano, quando a nova diretoria assumiu, restava menos de mil beneficiados. Para ampliar o atendimento e recadastrar as famílias, a empresa está trabalhando em parceria com a Secretaria de Ação Social da Prefeitura Municipal, dentro da política de ação integrada e responsabilidade compartilhada.


A Sanepar está modificando os critérios para a inclusão na tarifa diferenciada, o que permitirá o acesso a ela de um número muito maior de pessoas.

Informações da AG6encia Estadual de Notícias


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade