25/01/21
PUBLICIDADE
Interesse público

Tribunal de Contas manda CMTU respeitar prazos da Lei de Acesso à Informação

Divulgação
Divulgação


O Pleno do TC (Tribunal de Contas) do Estado do Paraná (TCE-PR) determinou que a CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) de Londrina passe a responder todos os pedidos feitos com base na LAI (Lei de Acesso à Informação) dentro dos prazos definidos pela norma, mesmo quando as informações solicitadas já estiverem disponíveis publicamente, hipótese em que o requerente deve ser orientado sobre como acessá-las.


A decisão foi tomada pelos conselheiros ao julgarem parcialmente procedente Denúncia formulada pelo OGPL (Observatório de Gestão Pública de Londrina), por meio da qual a entidade de controle social alegou que não recebeu qualquer retorno da CMTU quando requisitou à companhia, vinculada à administração municipal, a disponibilização da ata da audiência pública de discussão do novo contrato de concessão do transporte coletivo urbano de Londrina, em 2018.

Em seu voto, o relator do processo, auditor Tiago Pedroso, seguiu o mesmo entendimento manifestado pela instrução da Coordenadoria de Gestão Municipal do Tribunal e pelo parecer do MPC-PR (Ministério Público de Contas).

Segundo a sentença, apesar de ter havido ampla divulgação da audiência pública e de transmissão on-line, além de disponibilização das imagens no canal da Câmara Municipal de Londrina no Youtube e da ata do encontro público no site da CMTU, a empresa deveria ter respondido ao órgão de controle social dentro dos prazos estipulados na LAI.

Os demais membros do órgão colegiado do TC acompanharam, de forma unânime, o voto do relator na sessão virtual concluída em 22 de outubro. Cabe recurso contra a decisão.

Membro do OGPL, o advogado Gabriel Barioni de Alcântara e Silva, autor da denúncia em 2018, lembrou que a LAI é um instrumento "extremamente importante para o exercício da cidadania e da transparência pública, dos atos do poder público e para efetivar a participação da sociedade no funcionamento da coisa pública".

Como advogado, ele ressaltou que o respeito aos prazos que a LAI dispões é de extrema importância, como em qualquer outra lei. "O TC referendar isso na decisão [favorável ao OGPL] é um sinal de que o Tribunal entende a LAI como este instrumento importante para a participação popular. E mais: entende que a transparência das informações públicas é regra. Imagine se não houvesse um prazo fixado e o poder público pudesse dar essas informações quando bem entendesse? o cidadão ficaria desamparado", avaliou.

A reportagem questionou à CMTU se pretendia se manifestar em relação à decisão, mas, até a publicação da matéria, não havia recebido resposta.
Redação Bonde com TCE-PR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Entenda

Sercomtel divulga Plano de Demissão Voluntária nesta segunda

25 JAN 2021 às 07h43
Obituário

Falecimentos dos dias 24 e 25 de janeiro de 2021 em Londrina e região

25 JAN 2021 às 07h11
Saiba mais

Casos de Covid podem bater recorde de dezembro, diz prefeito em live

24 JAN 2021 às 21h16
2º dia do ENEM

Paralisação de 35% da frota de ônibus prejudica estudantes de Londrina neste domingo

24 JAN 2021 às 10h38
Mais doses

Vacinas Oxford/AstraZeneca chegam a Londrina hoje

24 JAN 2021 às 10h22
Segundo protesto do dia

Manifestantes pedem impeachment de Bolsonaro no Calçadão

23 JAN 2021 às 17h49
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados