Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Entenda como vai ser

Facebook se chamará 'Meta', com foco no metaverso

Folhapress/Lucas Carvalho
28 out 2021 às 16:31
Continua depois da publicidade

O Facebook anunciou nesta quinta-feira (28), durante o evento Facebook Connect 2021, que vai mudar de nome. A partir de hoje, o grupo que é dono da rede social azul, do Instagram e do WhatsApp, passa a se chamar Meta.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


A nova marca tem a ver com o metaverso, a visão que a empresa de Mark Zuckerberg tem de que, no futuro, as pessoas vão interagir com a internet através de espaços virtuais e avatares, como se fosse um enorme videogame 3D.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Além disso, segundo Zuckerberg, a palavra Meta vem do grego "metá", que pode ser traduzido como "além" ou "em seguida", o que resume a percepção da companhia de que ela não é mais só um grupo de redes sociais e de aplicativos.


Segundo Zuckerberg, que é fundador e presidente-executivo da empresa, a rede social Facebook continua existindo com o mesmo nome, assim como o app e o endereço facebook.com. O que muda é o nome do grupo que administra a plataforma, além do Instagram e do WhatsApp.


Durante o evento, o executivo disse que o nome Facebook não abrange totalmente tudo o que a empresa faz hoje, e que vai muito além da rede social para se conectar com amigos e parentes.

Continua depois da publicidade


"No momento, nossa marca está intimamente ligada a um produto só. Mas, com o tempo, espero que sejamos vistos como uma empresa de metaverso", declarou.


"Somos uma empresa com foco em conectar pessoas. Mas hoje somos vistos como uma empresa de mídia social. Construir aplicativos sociais sempre será importante para nós, e há muito mais para construir. Mas, cada vez mais, isso não é tudo o que fazemos. Em nosso DNA, construímos tecnologia para aproximar as pessoas. O metaverso é a próxima fronteira para conectar pessoas, assim como as redes sociais o eram quando começamos."


A mudança é parecida com a que o Google passou em 2015. Na ocasião, a empresa criou uma nova corporação, a Alphabet, que passou a ser dona do Google e de suas outras divisões. A diferença é que o Facebook não está criando um novo "dono", mas sim mudando o nome do mesmo dono de sempre.


A notícia de que a empresa pretendia mudar de nome vazou dias atrás, em meio a uma avalanche de denúncias e vazamentos de documentos internos que mostraram como o Facebook negligenciou problemas apontados por funcionários, como a proliferação de discurso de ódio, notícias falsas e negatividade entre jovens.


Sendo assim, a mudança de nome pode ajudar a afastar a marca do Facebook das denúncias que atingem não só a rede social azul, mas todos os produtos do conglomerado, incluindo Instagram e WhatsApp.

Continue lendo