Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade

Eletrocardiograma é feito por telefone em Marialva

Da Redação - Folha de Londrina
04 ago 2001 às 11:07
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O município de Marialva (17 km de Maringá) encontrou uma alternativa barata para garantir o exame de eletrocardiograma em pacientes carentes com suspeita de problemas cardíacos. Há dois meses, a Secretaria Municipal de Saúde está utilizando um serviço via telefone para fazer o exame e obter o diagnóstico. O custo do novo sistema representa para o município um terço do salário de três horas de um cardiologista, segundo o secretário municipal de Saúde, Antonio Carlos Nardi.


Nardi explica que para manter especialistas em plantão 24 horas, a prefeitura iria gastar cerca de R$ 11 mil por mês. Com o sistema, o município tem um gasto mensal de R$ 450,00. Nardi lembra que antes os pacientes com suspeita cardiológica eram obrigados a esperar até 48 horas para obter um diagnóstico e conseguir um internamento. O sistema fica à disposição do município por 24 horas e é monitorado por uma central em São Paulo.

Cadastre-se em nossa newsletter


"" Leia mais em reportagem de Marta Medeiros, na Folha do Paraná/Folha de Londrina deste domingo


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade