14/07/20
24º/16ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Evitar aglomeração

Em Curitiba, transporte público se reúne com comércio para discutir horário de funcionamento

A Comec (Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba), do Governo do Estado, e a Urbs (Urbanização de Curitiba) convocaram a ACP (Associação Comercial do Paraná) para discutir o horário de funcionamento do comércio a fim de evitar aglomerações nos ônibus da capital e região metropolitana nos horários de pico.

Maurilio Cheli/Arquivo Comec
Maurilio Cheli/Arquivo Comec


Muitos lojistas não estão seguindo horários alternativos estabelecidos pela ACP, sobrecarregando o sistema de transporte em um momento em que é preciso manter os protocolos de distanciamento social por conta da pandemia do novo coronavírus. A reunião virtual será nesta sexta-feira (05), às 16h.

De acordo com o presidente da Comec, Gilson Santos, o pico no número de usuários no transporte metropolitano é no início da manhã, com o movimento das pessoas que usam o ônibus para trabalhar em Curitiba. Mas depois das 8h esse fluxo reduz para menos da metade.

"Com um pequeno esforço, flexibilizando horários, o usuário vai encontrar um sistema totalmente diferente dos horários de pico e é essa compreensão que precisamos que todos tenham. Mas, infelizmente, não é o que estamos observando. Os patrões não estão olhando com a devida atenção neste momento de pandemia para estas pessoas", disse Santos.

Em Curitiba, a frota de ônibus opera com folga, mas mesmo assim tem registrado movimento de até 28 mil passageiros por hora em horários de pico, às 7h e 18h.

"A recomendação é que o comércio utilize horários alternativos. A reabertura é essencial para a economia, mas evitar a propagação da doença, especialmente agora com as temperaturas mais baixas, é uma responsabilidade que precisa ser partilhada também pelos empresários", diz o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

Segundo ele, o movimento geral do transporte coletivo se mantém bem abaixo do registrado antes da pandemia. Na última terça-feira (2/6) foram 260 mil passageiros no sistema. Antes da chegada do novo coronavírus, circulavam 756 mil pessoas por dia no transporte coletivo da cidade. "O movimento ainda está 65% abaixo de períodos normais. Mas operamos com 80% da frota para termos uma folga no sistema e evitar aglomerações", disse Maia Neto.
AEN - PR
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Mais 19 atingidos
Londrina chega a 31 mortes e 511 casos confirmados de Covid-19
Reabertura
Escolas deverão ter volta escalonada com aulas presenciais e a distância
Confira os horários
Comércio de Londrina atenderá em horário diferenciado nos próximos dias
Continue lendo
Paraná
Governo não renova decreto que determinou quarentena em Londrina e sete regiões
14 JUL 2020 às 18h42
Tecnologia
Caiu aí? WhatsApp enfrenta instabilidade e afeta usuários nesta terça
14 JUL 2020 às 17h27
Sustentabilidade
Primeiro Ecoponto em funcionamento estimula destinação correta de lixo em Maringá
14 JUL 2020 às 17h11
Medidas temporárias
Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante pandemia
14 JUL 2020 às 16h06
Relembre o caso
Promotoria denuncia ex-patroa da mãe de Miguel por abandono de incapaz
14 JUL 2020 às 15h33
Ai, que inveja...
Londrinense fica milionário em sorteio do Nota Paraná
14 JUL 2020 às 15h30
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados