Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Santo Antônio da Platina

Dentista que matou mulher tenta suicídio na prisão

Marilayde Costa - Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O dentista Edson Simões de Castilho, de 38 anos - que confessou ter matado a tiros a ex-mulher, Tassiane Rocha Gonzales, 23 anos, e a babá Maria Aparecida da Silva, 58 anos - tentou suicídio neste domingo (19), dentro da carceragem da Delegacia de Santo Antônio da Platina no norte pioneiro.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

De acordo com o delegado Júlio César de Souza, o dentista tomou 20 comprimidos de Tegretol e 8 de Gardenal, medicamentos anticonvulsivantes que estavam em posse de um dos presos que estava na mesma cela que ele. "O preso tem epilepsia e tem que tomar regularmente a medicação. Ele (o dentista) teria roubado as caixas de remédios e tomado os comprimidos no período da manhã de ontem", explicou o delegado.

Continua depois da publicidade


Somente na noite de ontem, o carcereiro estranhou o fato de o dentista ter dormido o dia todo e não acordado. Ele foi encaminhado desarcordado para o hospital da cidade e horas depois já teria retornado a carceragem da Delegacia.


O delegado de Santo Antônio da Platina não acredita que o dentista tenha atentado contra a própria vida. Para ele, a finalidade era apenas se drogar.


Crime

Continua depois da publicidade


O duplo homicídio foi cometido no dia 4 de abril em Santo Antônio da Platina e Edson foi preso na noite de domingo (5), na casa de parentes em Congoinhas.

Segundo a polícia, Tassiane já havia registrado boletim de ocorrência por sofrer ameaças do ex-marido. Edson declarou à polícia que os crimes foram motivados por uma discussão com a ex-mulher, que o teria ofendido. Já a babá teria sido morta por tentar defender Tassiane. O primeiro advogado de Edson desistiu do caso.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade