10/12/19
º/º
PUBLICIDADE
Em Curitiba

Apoiadores da Lava Jato fazem "tomataço" contra ministros do STF

Grupos de apoio à Operação Lava Jato se reuniram na tarde desse sábado (9) em frente à JFPR (Justiça Federal do Paraná), em Curitiba, onde trabalhava o ex-juiz e atual ministro da Justiça Sergio Moro, para defender a prisão após condenação em segunda instância e protestar contra a liberação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Segundo os organizadores, mais de duas mil pessoas participaram do ato.

Mariana Franco Ramos
Mariana Franco Ramos


As ações foram coordenadas pelos movimentos Brasil Livre, Vem Pra Rua, República de Curitiba e Lava Togas, que levaram um carro de som e bandeiras nas cores verde e amarela. Integrantes do NOVO também participaram, vestindo as camisetas laranja do partido. O principal alvo era o STF (Supremo Tribunal Federal), em especial os ministros que votaram a favor da tese de que os réus só podem cumprir pena depois de esgotados todos os recursos.

Um painel com os rostos de Rosa Weber, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello, Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Dias Toffoli, presidente da Corte, foi colocado no meio da praça, para o "tomataço". Enquanto gritavam palavras de ordem como "a nossa bandeira jamais será vermelha", "segunda instância já" e "Lula ladrão seu lugar é na prisão", os manifestantes arremeçavam tomates podres na placa. Em seguida, todos cantaram o hino nacional.

Veja vídeos dos manifestante atirando tomates nos ministros do STF na Folha de Londrina
Mariana Franco Ramos/Grupo Folha
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE