Pesquisar

Canais

Serviços

- Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Em primeiro turno

Câmara de Londrina aprova punições para uso de linguagem neutra nas escolas

Rafael Machado - Grupo Folha
10 mai 2022 às 18:20
Continua depois da publicidade

A Câmara Municipal aprovou nesta terça-feira (10), em primeiro turno, o projeto da vereadora Jessicão (PP) que proíbe o uso a linguagem neutra em escolas públicas e particulares de Londrina. Não houve dificuldades para a aprovação da proposta, que recebeu voto favorável de 13 dos 16 vereadores presentes.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

 

Continua depois da publicidade

Flávia Cabral (PTB), que é professora, Chavão (Patriotas) e Jairo Tamura (PL), presidente do Legislativo, não participaram da votação. Lu Oliveira (PL) se absteve por acreditar que “mesmo sancionado, o projeto não irá para frente”.


A partir de agora, os parlamentares terão sete dias úteis para apresentar emendas. Em seguida, o projeto volta para ser discutido em segundo turno. Se for aprovado, segue para sanção ou veto do prefeito Marcelo Belinati (PP).


Antes da votação, vereadores que discursaram no plenário ressaltaram a importância do projeto “para defender a família e preservar nossas crianças”. No entanto, nenhuma das falas mencionou as punições previstas no texto a quem utilizar a linguagem neutra nos estabelecimentos de ensino. 

Continua depois da publicidade


De acordo com a autora da iniciativa, professores da rede municipal que derem aulas com esse tipo de linguagem poderão ser investigados pela Corregedoria-Geral do Município. Para a rede privada, a punição é ainda mais pesada. Escolas que insistirem com a modificação na Língua Portuguesa serão advertidas e terão o alvará de funcionamento suspenso. 

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade