Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
No 2º semestre

Câmara de Londrina deve votar aumento de vereadores

Lucas Marcondes - Grupo Folha
12 jul 2023 às 18:53
- Divulgação/CML/Imprensa/Devanir Parra
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A CML (Câmara Municipal de Londrina) deve decidir neste segundo semestre se aumenta ou mantém para a próxima legislatura (2025-2028) o número de 19 vereadores no município. A informação foi confirmada à FOLHA nesta quarta-feira (12) pelo presidente do Legislativo, Emanoel Gomes (Republicanos).


“Eu acredito que, dentro desse recesso [parlamentar, de 16 a 31 de julho], a gente sente com a Mesa [Executiva] para falarmos a respeito dessa pauta. Vamos falar com os demais vereadores na sequência”, declarou o mandatário da Casa.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Entretanto, em conversas reservadas com a reportagem, três vereadores relataram à FOLHA que já têm acontecido sondagens nesse sentido nos últimos dias. Dois deles contaram ter notado sinalização que pode ser colocado em votação o número de 25 cadeiras — teto permitido pela emenda constitucional 58/2009 para municípios de 450 mil a 600 mil habitantes (Londrina tem 555,9 mil, conforme o Censo 2022). A outra fonte, no entanto, mencionou sondagens em torno de 23 assentos.

Leia mais:

Imagem de destaque
Agora SPVAT

Deputados federais de Londrina discordam sobre retorno do DPVAT

Imagem de destaque
'Bluesky'

Lula adere a rede rival de Musk após movimento da esquerda contra X

Imagem de destaque
Briga de engravatados

Após ser chamado de ‘incompetente’ na ExpoLondrina, ministro de Lula reage

Imagem de destaque
Entenda

STF forma maioria para ampliar foro especial, mas Mendonça interrompe julgamento


O presidente, no entanto, não revelou informações como a quantidade de cadeiras a ser proposta. Ele sustentou que o texto a ser colocado em votação ainda será elaborado pelos seis membros da Mesa Executiva e debatido com os outros 14 membros da CML.

Publicidade


“Acontece esse zunzunzum, mas não é pela Mesa. Pode ser que um outro vereador esteja falando isso, mas não é nada que partiu da gente, até porque penso que primeiramente temos que formatar isso com a mesa e levar aos demais vereadores”, disse Gomes.


“O processo tem que ser encarado”, completou o chefe do Legislativo, prometendo “trazer toda a publicidade e muita transparência” para a tramitação do projeto, além de destacar que “o plenário é soberano para decidir”.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA. 


Imagem
Câmara de Londrina deve votar aumento de cadeiras no 2º semestre
‘Processo tem que ser encarado’, diz presidente; aumento de salários na próxima legislatura será colocado em pauta, conforme Emanoel Gomes
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade