Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
A partir do dia 20

Convenções partidárias movimentam calendário eleitoral no mês de julho no Paraná

Guilherme Marconi - Grupo Folha
04 jul 2022 às 21:00
- Arnaldo Alves/AEN
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Julho é considerado o mês de maior movimentação no calendário eleitoral, principalmente por causa do início das convenções partidárias que começam no próximo dia 20 e vão até o dia 5 de agosto. Neste período, os partidos deverão fazer as reuniões destinadas a deliberar sobre coligações e a escolher candidatos a presidente, governador, senador, deputado federal e deputado estadual que participarão das eleições gerais de outubro. Já o registro de candidaturas pode ser feito até o dia 15 de agosto no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).


No Paraná, as movimentações intensificaram e o Partido dos Trabalhadores oficializou em seu Encontro Estadual no último sábado (2) a pré-candidatura de Roberto Requião ao governo do Paraná, e indicou o ex-presidente da Assembleia Legislativa Hermas Brandão, do Partido Verde, como vice. Além de PT e PV, a federação ainda terá o apoio do PC do B. O grupo político ainda negocia apoio de outros partidos à esquerda como Rede e do PDT. 

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Candidato à reeleição, o governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), ainda não realizou encontros oficiais de candidatura e deverá contar com apoio de inúmeros partidos da base de sustentação, entre eles o MDB, PL, Republicanos e União Brasil. Entretanto, apesar da ampla coligação, a chapa ainda não definiu o nome do vice-governador e negocia a escolha do candidato oficial ao Senado. Já o PSDB, federado com o Cidadania, tem como pré-candidato ao Palácio Iguaçu o ex-prefeito de Guarapuava Cesar Silvestre Filho. 

Leia mais:

Imagem de destaque
Indicado por Lula

Flávio Dino toma posse como ministro do STF nesta quinta-feira

Imagem de destaque
'não é um político tradicional'

Haddad afirma que fala de Lula sobre Gaza foi grito de socorro

Imagem de destaque
Manifestação na Av. Paulista

Bolsonaro pode ser preso se incitar crime durante ato no domingo na avenida Paulista

Imagem de destaque
Tentativa de golpe

Bolsonaro tem novas derrotas no STF ao tentar afastar Moraes de inquérito e ser dispensado de ir à PF


RESTRIÇÕES 

Publicidade


Desde sábado (2) - data que marca o prazo de três meses que antecedem o dia do primeiro turno – passaram a vigorar diversas restrições contidas na legislação eleitoral e na Resolução do TSE nº 23.674/2021, que estabelece o calendário eleitoral. Ou seja, a partir deste mês candidatas e os candidatos a algum dos cargos em disputa nas Eleições Gerais de 2022 e agentes públicos em geral ficam proibidos de participar de inauguração de obras públicas. 


LEIA A MATÉRIA COMPLETA NA FOLHA

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade