Pesquisar

Canais

Serviços

Divulgação/CMTU
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Veja o balanço total

Londrina teve 31,6 milhões de m² roçados e 22,6 milhões de metros de calçadas varridos em 2021

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
28 dez 2021 às 10:35
Continua depois da publicidade
A CMTU (Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização) é responsável pelos serviços de limpeza e conservação de Londrina e, nesta terça-feira (28), divulga balanço destas atividades ao longo de 2021.


As ações, que contemplaram a área central, os bairros e os distritos rurais, foram desenvolvidas por equipes próprias e terceirizadas. 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Além da programação original elaborada pelos fiscais de contrato, as melhorias foram motivadas por solicitações da população.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Segundo o levantamento, o trabalho de capina e roçagem ultrapassou a marca de 31,6 milhões de metros quadrados atendidos nos lotes 1 e 2. 


Entre as áreas incluídas no mapa estão praças, fundos de vale, rotatórias, canteiros e laterais de vias, espaços de lazer e terrenos pertencentes ao Município. 


O serviço de varrição, que limpa calçadas e sarjetas nas vias mais movimentadas de Londrina, atingiu 22,6 milhões de metros lineares percorridos. 

Continua depois da publicidade


Enquanto isso, a lavagem de pisos, iniciativa que visa amenizar a sujeira e o odor causados pelos pombos, bateu os 8,9 milhões de metros higienizados, principalmente no Bosque Marechal Cândido Rondon, na Praça da Bandeira, avenidas Rio de Janeiro e São Paulo. 


Lançadas em abril de 2019, as atividades de limpeza de bueiros e desobstrução de galerias pluviais chegaram às 5.426 unidades atendidas e mais 121.605 metros lineares de tubulações desentupidas. 


Já os PEVs (Pontos de Entrega Voluntária) dos bairros Vista Bela e Nova Conquista receberam, juntos, 5.315 m³ de entulhos, galhos, móveis em madeira e outros descartes. 


Meio ambiente


A coleta do lixo, que faz o recolhimento do rejeito e orgânico, retirou dos domicílios e enviou à CTR (Central de Tratamento de Resíduos), no distrito de Maravilha, cerca de 125.945 toneladas de materiais. 


A coleta seletiva, operada pelas cooperativas de catadores, devolveu à cadeia produtiva mais de 8.810 toneladas de recicláveis. 


No decorrer de 2021, 18.568 árvores foram podadas pela CMTU e 5.362 caminhões de detritos foram retirados dos atuais 150 pontos de descarte irregular espalhados pela cidade.


Um trabalho de “enxugar gelo”, como classificou o diretor de Operações da companhia, Álvaro do Nascimento, fazendo referência aos locais que recebem limpeza e, dias depois, voltam a ser sujados pela população. 


A limpeza dos lagos resultou em 1.300,000 (um milhão e trezentos mil metros quadrados mensais) de roçagem, mais a limpeza da superfície aquática, nos lagos Igapó (do I ao IV), aterro, centro cívico, zerão, cabrinha, lago norte e no água fresca. 


Nascimento argumentou que, junto com a prática do despejo clandestino de resíduos, o problema do mato alto em terrenos particulares constituem dois dos principais desafios do Município na área de limpeza pública. 


“Muitas pessoas sabem que o hábito de jogar lixo é proibido, têm ciência de onde ficam os PEVs e, ainda assim, insistem nesse comportamento. Outras abandonam seus lotes e prejudicam a vizinhança do entorno, transferindo a responsabilidade do cuidado para o poder público”, observou. 


Perspectivas


A CMTU informou que sua expectativa para 2022 no cuidado com os espaços públicos é avançar em áreas importantes, que impactam diretamente a vida do londrinense. 


A nova licitação para a coleta do lixo, que está em fase de cotação de preços, é uma delas. O objetivo, alega a Companhia, é melhorar a prestação do serviço sem aumento de custos ao contribuinte. 


Outra iniciativa no radar, cujos encaminhamentos estão na etapa de elaboração do termo de referência, é a instalação de um novo PEV na zona norte, na região dos bairros Farid Libos e Moema. 


“Será um espaço extra para a destinação correta dos detritos, visando estimular ainda mais o descarte consciente, comprometido com o asseio do município e a saúde pública”, afirmou o diretor de Operações. 


Ajardinamento


Nascimento informou, ainda, o desejo da companhia em ampliar o ajardinamento de rotatórias. A atividade, encontrada em 25 pontos espalhados pela cidade, está prestes a implantar projeto paisagístico em novas áreas. 


Entre elas estão o cruzamento da rodovia Carlos João Strass com a avenida Sylvio Barros, o da Winston Churchill com avenida dos Amigos, além do da Pioneiros com Laranjeiras. 


O diretor salientou que os canais de comunicação da CMTU estão abertos aos moradores para o recebimento de solicitações, queixas e denúncias.


Pelo site do órgão, é possível fazer o registro de demandas relacionadas à limpeza urbana. O telefone (43) 3379-7900 também está disponível para a mesma finalidade. O atendimento funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. 

Continue lendo