Pesquisar

Canais

Serviços

- Gustavo Carneiro/Grupo FOLHA
Estiagem

Setor produtivo já sente na pele os efeitos da crise hídrica

Lucas Catanho/Especial para a FOLHA
06 set 2021 às 09:19
Continua depois da publicidade

As medidas para conter a crise hídrica têm exercido pressão sobre os custos da energia elétrica. Com isso, já existe elevação dos preços para o setor produtivo, como a indústria. Em consequência disso, cai a competitividade do produto nacional.

Continua depois da publicidade


Nove em cada dez empresários consultados pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) dizem que estão preocupados com a crise hídrica, sendo as maiores preocupações o aumento do custo da energia (83% dos que estão preocupados), o racionamento de energia elétrica (63%) e a possibilidade de instabilidade ou de interrupções no fornecimento de energia (61%).

Continua depois da publicidade


Além disso, segundo a pesquisa em nível nacional que consultou 572 empresas (145 de pequeno porte, 200 médias e 227 grandes), mais da metade dos empresários acredita que ocorrerá racionamento de energia e praticamente todos esperam aumento no custo com energia. A coleta de dados foi feita entre os dias 25 de junho e 2 de julho.


Continue lendo na Folha de Londrina.

Continua depois da publicidade

Continue lendo