Pesquisar

Canais

Serviços

Pedro Marconi/Grupo FOLHA
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
56 veículos atingidos

TCGL calcula prejuízo e contrata perícia particular para investigar incêndio em Londrina

Pedro Marconi/Grupo FOLHA
16 nov 2021 às 11:58
Continua depois da publicidade

A movimentação de ônibus, nesta terça-feira (16), na garagem da TCGL (Transportes Coletivos Grande Londrina), na Vila Casoni, área central de Londrina, contrastou com o cenário de destruição do incêndio de grandes proporções que tomou conta do lugar, no final da tarde de segunda-feira (15). 

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Foram consumidos pelas chamas 56 veículos, número atualizado nesta terça. A fumaça pôde ser vista de toda a cidade e, inclusive, de outras localidades da região. 

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Agora, a concessionária está fazendo o levantamento do valor do prejuízo, que já classifica como milionário. Segundo a empresa, os carros não tinham seguro. 


“É fazer a contabilidade, o inventário, e ver qual era cada veículo para poder, com propriedade, identificar o tamanho do volume do prejuízo”, destacou Rodrigo Oliveira, diretor geral da TCGL. Entre os ônibus perdidos haviam carros que estavam para venda, manutenção e da frota normal. 


A empresa também contratou uma perícia particular para investigar a causa do incêndio. “Acreditamos nas autoridades e temos certeza que vão trabalhar da melhor maneira possível para identificar o que ocorreu. Para auxilia-los contratamos uma perícia para poder dar início à verificação. 

Continua depois da publicidade

A nossa perícia começa nesta terça (16) e não conseguimos precisar o tempo (para terminar) e nem em quanto tempo vão entregar o relatório. É um trabalho técnico”, comentou. 


Uma das possibilidades levantadas é de que o incêndio possa ter sido criminoso. Continue lendo na Folha de Londrina.


Continue lendo