Pesquisar

Canais

Serviços

- Reprodução/Instagram
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Pode ou não?

Piso Vinílico no lavabo: conheça as vantagens no momento da construção

Redação Bonde com assessoria de imprensa
02 abr 2022 às 13:57
Continua depois da publicidade

Para quem conhece o piso vinílico sabe que ele tem muitas vantagens. Além do custo-benefício são resistentes, confortáveis, atérmicos e sofisticados, os pisos vinílicos estão entre as escolhas preferidas de arquitetos e designers para projetos de interiores. E com todas essas características a vontade é instalar em todos os cômodos da casa, e aí que vem a dúvida, ele pode ser usado no lavabo?

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Líder mundial em vinílicos, a Tarkett ensina que podemos utilizar sim! E destaca as principais dicas para acertar na decoração de lavabos com pisos vinílicos, aproveitando também para esclarecer as principais dúvidas que podem surgir sobre essa aplicação.

Continua depois da publicidade


Apesar de poder sim ser instalado em lavabos, esse tipo de piso não é indicado para banheiros, então atenção! Estes cômodos são parecidos, mas devemos lembrar que o lavabo não tem chuveiro. Isso porque o conceito original de lavabo é ser um espaço destinado a higienização das mãos, sendo essa a sua principal função até hoje.


Ocorre que, nas residências contemporâneas, visando otimizar medidas cada vez menores, profissionais de arquitetura e design de interiores entenderam que seria um desperdício ter um ambiente somente para lavar as mãos, mas sim evoluir o conceito original de lavabo para também realizar necessidades básicas em uma pequena metragem, rapidamente, sem precisar trafegar pelas áreas íntimas da casa.

 

Continua depois da publicidade

Assim, um lavabo básico como se conhece hoje é um cômodo que sempre terá um lavatório, podendo ser integrado a outros ambientes ou em um espaço privativo. Se estiver cercado pelas paredes, também contará com um vaso sanitário.

 

Nota-se então, que o banheiro difere do lavabo, principalmente, pela presença do chuveiro ou banheira, itens que provocam um acúmulo constante de umidade, tornando o banheiro um ambiente não recomendável para a instalação do vinílico.

 

Os vinílicos lidam bem com a umidade quanto o assunto é limpeza, tanto que é até possível lavá-los quando o modelo é colado. No entanto, no caso de um banheiro com chuveiro, a presença constante de umidade pode levar ao descolamento das peças, sendo mais indicados revestimentos que lidam melhor com este cenário mais úmido.

 

Como acertar na escolha do piso para o lavabo?


Hoje em dia os projetos de interiores em casas e apartamentos costumam usar um piso de tonalidade única para unir os cômodos, juntando quartos, cozinhas, salas e às vezes estendendo até a varanda. Por que o lavabo deveria ficar de fora?


O piso vinílico é recomendado para lavabos porque é fácil de limpar e também agrega conforto térmico e acústico, uma excelente pedida para um ambiente que vai servir não só aos moradores, mas principalmente os visitantes daquela residência.


Para criar uma decoração harmônica e cheia de personalidade, é preciso refletir se o tom do piso desejado orna com a decoração de todos os cômodos. Se não for possível usar um modelo único em todo o projeto, um outra aposta pode ser replicar o piso da sala ou do hall, pois geralmente são os mais próximos do lavabo no layout.


Não se esqueça que o lavabo é um espaço pequeno que geralmente não conta iluminação nem ventilação natural, logo, a chance de a decoração ficar saturada é consideravelmente maior. É preciso encontrar soluções que amenizem essas limitações.


Por isso, a regra de ouro para qualquer lavabo é evitar exageros. O básico funciona muito bem e pode ser interessante dar mais uma chance à leveza e ao frescor da combinação entre as superfícies rústicas e uma decoração de paleta neutra.


O visual da madeira é interessante no lavabo porque, além de acolhimento, combina muito bem com as substâncias aromáticas comumente usadas neste espaço, evocando o frescor da natureza.


Já o cinza, o branco e o marrom podem ser combinados de tantas formas que se pode ainda ganhar um respiro para ousar nas cores de pequenos detalhes, como por exemplo nos metais sanitários e acessórios.

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade