Pesquisar

Canais

Serviços

Você sabia?

Charmosas e desejadas, 'covinhas' no rosto são más formações genéticas

- Reprodução
Redação Bonde
28 dez 2015 às 12:30
Publicidade
Publicidade

Pequenas depressões naturais da pele do rosto ou do queixo, esteticamente as famosas 'covinhas' são consideradas um charme a mais. Fisicamente, elas acontecem porque nestas regiões o tecido fibroso adere entre a pele e o osso da mandíbula (no queixo) ou entre a pele e os músculos da face (no rosto), causando uma pequena retração na pele, que é mais acentuada quando as pessoas sorriem.

Embora tornem o rosto mais bonito e atraente, segundo a bióloga Karla Patrícia, as covinhas são na verdade um defeito congênito, e mostram que as 'malformações' nem sempre são ruins. Ela explica que nas pessoas que têm covinhas um dos músculos da face é menor do que se considera normal. Esse 'encurtamento' da musculatura do rosto é causado por algumas falhas no desenvolvimento do tecido conjuntivo sob a pele.

Publicidade


A bióloga explica ainda que o fato de uma pessoa ter ou não covinhas no rosto não é uma questão de sorte, mas sim uma questão genética. O gene responsável é dominante e isso significa que se um dos pais têm covinhas, então provavelmente os filhos terão. É simplesmente uma aquisição hereditária que é transmitida de geração em geração.

Vale lembrar que, geralmente, os bebês costumam apresentar essas pequenas cavidades no rostinho, mas elas desaparecem gradualmente conforme a criança cresce. Isso acontece porque o músculo cresce com a idade e chega a seu tamanho normal, ocasionando o desaparecimento das covinhas.


Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade