Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Empreendedorismo

Conheça estratégias de marketing para manter seu negócio forte durante e pós pandemia

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
16 abr 2020 às 15:30
- Pixabay
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Até o final de 2019, o número de empreendedores individuais no Brasil ultrapassou 9 milhões. Com a pandemia da Covid-19, conhecida popularmente como novo coronavírus, muitos desses profissionais estão buscando alternativas para impulsionar as vendas e ampliar os negócios. A professora da Unopar Arapongas, mestre em administração com ênfase em gestão de negócios e consultora estratégia para pequenos varejos, Larissa Balan, relata que diante desse cenário de incertezas – em que cada dia é necessário traçar uma nova estratégia para lidar com as pressões advindas do mercado – empreendedores têm repensado suas práticas para reinventar os negócios.

"Diversos profissionais já fizeram lives em redes, passaram dicas, compartilharam experiências de como vender pelas mídias sociais neste período. Ótimo! Essa realmente é a primeira estratégia de combate a ser colocada em prática. Mas também é preciso pensar sobre o retorno das atividades, porque num dado momento isso vai passar. Então a pergunta latente é: o que fazer quando minha empresa reabrir? Fico no mesmo formato? Fecho? Qual a estratégia?”, indaga a especialista.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Confira abaixo algumas dicas selecionadas por ela.

Leia mais:

Imagem de destaque
Narrativas interativas

Por que livros-jogos voltam a ser mania envolvendo leitor em enigmas e aventuras

Imagem de destaque
Nova tendência

Homens deixam muita pele à mostra para combater caretice e padrões de gênero

Imagem de destaque
Veja os números

Mega-Sena 2736 acumula e premiação vai a R$ 47 milhões no sábado (15)

Imagem de destaque
Raízes culturais e históricas

De onde veio a festa junina? Conheça cinco curiosidades sobre a celebração


1 – Não tenha vergonha de vender na crise

Publicidade


Apesar de saber que pessoas estão passando por problemas, que muitos estão com o dinheiro contado, você precisa continuar vendendo seus produtos! Isso não é pecado nem motivo de vergonha. Você precisa criar uma estratégia de divulgação e comunicação com o mercado para oferecer seus produtos. Abordagens como "promoção/ só hoje” não terão mais apelo suficiente no mercado. Também não seja apelativo com frases como "compre da minha empresa porque preciso pagar os salários dos funcionários”, mas use e reforce a ideia de passar a relação de custo benefício, como aquele produto irá auxiliar a rotina do consumidor, como ele pode ter um efeito positivo pelo custo da aquisição.


2 – Lojas híbridas: compartilhe ou diminua os espaços!

Publicidade


Lojas híbridas serão o futuro para salvar muitos negócios! Avalie se há necessidade de todo o espaço que tem atualmente e ainda que tipo de parceiro poderia compartilhar temporariamente ou de forma definitiva aquele espaço com outros produtos e serviços que chamariam novos clientes, além de uma possibilidade de gerar algum tipo de receita para auxiliar no custo do aluguel.


3 – Um novo vendedor: The Social Seller

Publicidade


Aquele vendedor que sempre contou com o fluxo de pessoas na porta da loja está com os dias contatos. Com certeza a maioria deles já são adeptos de vendas pelo WhatsApp, mas nessa nova era das vendas nem isso mais irá bastar. Nesse período de isolamento, os clientes aprenderam a receber ofertas direcionadas feitas com o crivo de algoritmos e também receber tudo em casa e de preferência com frete grátis. Portanto, será um desafio ainda maior continuar com as lojas físicas e competir com o e-commerce. Uma das saídas já proposta por estudos é a venda com foco nos relacionamentos sociais, ou seja, nas informações que captamos dos clientes e que deveriam ser usadas de forma mais humanizada para direcioná-los a melhores escolhas de suas aquisições.


Dessa forma, a inteligência de mercado precisará de mais informações adicionais ainda como hobbies, lifestyle, entre outras, para formatar abordagens de vendas com discursos mais interessantes e assertivos para converter em vendas.

Publicidade


4 – Empatia e negociação honesta


Se a sua empresa ficou com grande escassez de recursos ou até mesmo os esgotou, tomar crédito junto a entidades financeiras e com programas de apoio do governo é uma opção. Porém, a boa e honesta negociação com fornecedores sempre será uma opção viável.

Publicidade


O que é preciso entender é que diante de um cenário como este pedir anistia de um aluguel, por exemplo, se torna uma proposta com pouquíssimas chances de ser aceita, mas negociar um parcelamento do valor devido já é diferente para quem recebe a proposta. Seja empático e também reforce argumentos que gerem na outra parte a mesma empatia. É assim que nascem boas negociações.


5 – Não perca a esperança

A última consideração é que não se perca a esperança. O empreendedor brasileiro é o cara mais incrível desse mundo, por isso que tantos estudos são direcionados pra cá. No Brasil, não se desiste nunca. Sucesso e prosperidade para o seu negócio.


Publicidade

Últimas notícias

Publicidade