Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Início amanhã

Secretaria do Idoso realiza Curso de Educação Financeira

Redação Bonde com N.Com
20 fev 2017 às 17:14
Continua depois da publicidade

A Secretaria Municipal do Idoso, por meio dos Centros de Convivência da Pessoa Idosa (CCIs) das regiões leste e oeste, promove nesta semana mais uma etapa do Curso de Educação Financeira, que tem como objetivo auxiliar os idosos a cuidar melhor de suas finanças, para reduzir o endividamento e reforçar a prevenção contra golpes.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

As oficinas são gratuitas e destinadas a idosos com renda de até dois salários mínimos e com idade igual ou superior a 60 anos. Nesta terça-feira (21), às 14 horas, a atividade será realizada no CCI Leste, na Rua Gabriel Matokanovic, 260, Jardim da Luz. O telefone para contato é o 3375-0307.

Continua depois da publicidade


Na quarta-feira (22), o curso irá ocorrer, às 14 horas, no CCI Oeste, na Rua Serra Pedra Selada, 111, Jardim Bandeirantes. Outras informações podem ser obtidas pelo 3375-0334. Para esta etapa da capacitação as vagas já estão preenchidas, mas os interessados em participar de futuras turmas podem procurar o CCI mais próximo de sua residência, pessoalmente ou por telefone, e entrar na fila de espera.


A secretária municipal do Idoso, Nádia Oliveira de Moura, reforçou a importância da atividade educacional na área financeira que, segundo ela, ajuda o idoso a cuidar de seu dinheiro de forma mais eficiente, evitando endividamentos e ajudando-o a se defender de possíveis golpes. "Essa iniciativa mostra, ainda, que a gestão do prefeito Marcelo Belinati está preocupada em garantir à população idosa londrinense os direitos previstos pelo Estatuto do Idoso, como o direito à educação, à cidadania e ao aperfeiçoamento intelectual e social", frisou.

Continua depois da publicidade


O curso
Na formação, os idosos recebem orientações sobre educação financeira e previdenciária, uma vez que esta é uma parcela da comunidade mais vulnerável ao endividamento. Dessa forma, o programa aborda essa realidade, ressaltando algumas das razões mais comuns para o endividamento, entre as quais estão o acesso fácil ao crédito consignado ou empréstimos pessoais; forte assédio por parte de bancos e instituições financeiras, somado à falta de informação em relação aos produtos financeiros oferecidos e suas condições de contratação; gastos crescentes combinados com uma possível queda de renda nessa fase da vida; abusos e fraudes, por familiares e instituições financeiras; uso do crédito do idoso por parte de familiares; imprevistos como doença, morte e perda de emprego.

Realização
As oficinas são desenvolvidas em parceria com a Associação de Educação Financeira (AEF-Brasil), uma entidade sem fins lucrativos que coordena e executa ações da Estratégia Nacional de Educação Financeira (ENEF), instituída pelo Decreto Federal 7.397/2010. Desde o início do curso, em setembro de 2016, cerca de 100 idosos já foram capacitados e outros 100 estão em espera, respondendo a fase piloto de questionários. O objetivo é fazer um mapeamento dos resultados, obtidos por meio do mesmo trabalho que vem sendo desenvolvido em vários municípios brasileiros, para a articulação e desenvolvimento de políticas públicas voltadas à população idosa.


Continue lendo