Pesquisar

Canais

Serviços

Sistemas UEL
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
De inscrições a multas

UEL adota PIX como opção para pagamentos de serviços

Redação Bonde com Agência UEL
18 nov 2021 às 15:07
Continua depois da publicidade

Com exceção das mensalidades dos cursos de pós-graduação, todos os outros pagamentos para a UEL (Universidade Estadual de Londrina), de inscrições para eventos a multas, podem ser feitos pelo PIX. O sistema está disponível há menos de um mês e era uma demanda da comunidade. Como o Banco do Brasil já trabalhava com a ferramenta, ele incentivou sua adoção. Em poucas semanas, cerca de 70% dos pagamentos recebidos pela UEL têm sido pelo PIX.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


O usuário pode chegar ao pagamento pelos Sistemas UEL ou, por exemplo, pelo site do curso ou evento em que vai se inscrever. Até então, após preencher os dados solicitados, a pessoa era encaminhada ao pagamento, ou seja, geração do boleto. Agora, aparece uma tela com um QR Code e, com o celular, pagar imediatamente. Existe ainda a opção de imprimir uma guia para pagar depois, mas a guia também disponibiliza o QR Code. Outra opção é copiar o link, entrar no aplicativo do Banco do Brasil e colar, efetuando o pagamento.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Juliana Roessing Vertuan, da ATI (Assessoria de Tecnologia da Informação) da Universidade, informa ainda que o sistema envia um e-mail com um link ao pagante. Assim, é mais uma opção para pagar depois. Além disso, o sistema também informa a situação do pagamento, quitado ou não, assim como lembra o usuário que a confirmação do pagamento pode levar até dois dias, mas por questões do sistema bancário.


Humberto Ferreira da Luz, também da ATI, acrescenta que contas com prazo vencido não podem ser pagas. Aí é preciso gerar outro. Ele deu um exemplo: a pessoa se inscreveu no Lablínguas, havia um prazo, mas houve prorrogação. É preciso gerar novo PIX.


Já para Flávio Maranho de Lima, da Proaf (Pró-reitoria de Administração e Finanças), o sistema é um avanço muito positivo para a instituição. Somado aos sistemas já existentes na UEL, o PIX vem facilitar tanto a vida da comunidade, que pedia a opção, quanto o trabalho com as receitas da Universidade. Ele lembra que cada setor terá controle dos pagamentos recebidos pelo PIX por meio de relatórios internos, assim como toda a movimentação será acompanhada pela Pró-Reitoria.

Continua depois da publicidade


Um ano de PIX - O PIX é um meio de pagamento eletrônico criado pelo Banco Central do Brasil e em funcionamento integral no país há um ano (16 de novembro de 2020). Com ele, é possível realizar pagamentos praticamente instantâneos sete dias por semana, 24 horas por dia, entre instituições financeiras. 


Basta ter uma “chave de transação” cadastrada (chave PIX), utilizando o número do telefone celular, CPF/CNPJ, endereço de e-mail ou uma sequência aleatória. O PIX pode ser realizado a partir de uma conta corrente, conta poupança ou conta de pagamento pré-paga.


Qualquer pagamento ou transferência que hoje é feito usando diferentes meios (TED, cartão, boleto, etc.), poderá ser feito com o PIX, simplesmente com o uso do aparelho celular. Com o sistema, não é necessário saber onde a outra pessoa tem conta. 


Transações de pagamento utilizando cartão de débito exigem uso de maquininhas ou instrumento similar. Com o PIX, as transações podem ser iniciadas por meio do telefone celular, sem a necessidade de qualquer outro instrumento.


Transações de pagamento por meio de boleto exigem a leitura de código de barras, enquanto o PIX pode fazer a leitura de um QR Code. Pagador e recebedor são notificados a respeito da conclusão da transação.

O serviço é gratuito para pessoas físicas. 


E por razões de segurança, o Banco Central limitou, em agosto passado, o limite de mil reais para transferências realizadas à noite. Mais informações sobre a ferramenta podem ser obtidas neste link.

Continue lendo