12/05/21
PUBLICIDADE
Saiba Mais!

Governador sanciona lei que amplia atuação das fundações de apoio à pesquisa



O governador Carlos Massa Ratinho Junior sancionou na terça-feira (20) a lei número 20.537/2021, que moderniza as relações entre as universidades estaduais do Paraná, HUs (hospitais universitários) e ICTs (Instituições de Pesquisa Científica e Tecnológica) com suas Fundações de Apoio e Amparo à Pesquisa.


A proposta de lei foi elaborada pela Superintendência Geral de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, em conjunto com as universidades estaduais, e aprovada pela Assembleia Legislativa do Paraná no início de abril.

"A iniciativa faz parte da nossa estratégia política de modernizar todos os setores da administração pública estadual, de forma a torna-la mais leve e mais ágil e facilitar a implantação de programas e projetos que beneficiem a população”, afirmou o governador. "Essa nova lei vai dar mais eficiência às ações voltadas ao incremento da pesquisa, da ciência e tecnologia".

A lei amplia a possibilidade de novos acordos e convênios ligados às áreas de ensino, pesquisa, extensão, cultura e saúde pública, sem a necessidade do processo licitatório. As fundações poderão realizar a contratação de novos profissionais, compra de equipamentos e a gestão de projetos em parceria com prefeituras, secretarias e com a iniciativa privada.

A lei também prevê a criação de fundos patrimoniais, conhecidos como "endowment funds”, adotados em universidades estrangeiras. Foram utilizados como referência na elaboração da lei os modelos adotados por universidades como Harvard e Yale.

Com a regulamentação, as fundações de apoio podem arrecadar recursos e doações de pessoas físicas ou jurídicas para serem aplicados em hospitais universitários do Estado, financiando estudos sobre medicamentos e ampliando a estrutura hospitalar.

A USP (Universidade Estadual de São Paulo) utiliza esse modelo na Fundação de Apoio ao Ensino, Pesquisa e Assistência do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. O hospital é referência para 90 municípios e atende uma população de aproximadamente 4 milhões de pessoas.

Por sua natureza jurídica, as fundações são fiscalizadas diretamente pelo Ministério Público, garantindo segurança e transparência.

O superintendente da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, destacou que a lei adequa as relações entre as instituições, diante da atualização legislativa ocorrida no âmbito federal e amplia o escopo de atuação das fundações.

"Criamos um marco regulatório estadual, a exemplo do que já existe no sistema federal, para que as nossas instituições tenham segurança jurídica ao estabelecer novas parcerias. O projeto contribui com o propósito de transformar o Paraná no estado mais moderno e inovador do País”, afirmou.

No caso do Tecpar (Instituto de Tecnologia do Paraná), os convênios com as Fundações de Apoio podem abranger projetos de produção e fornecimento de vacinas, medicamentos e outros insumos para serviços de saúde.

Projetos – Um dos exemplos de ações de captação de recursos realizada por uma fundação ligada às universidades estaduais é a construção da usina de minigeração fotovoltaica da UEM (Universidade Estadual de Maringá). A estrutura, que entrou em funcionamento no mês de junho de 2020, prevê uma economia de cerca R$ 200 mil por ano com energia limpa e renovável.

O projeto, financiado por uma chamada pública da Copel e da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), teve a participação da Fadec (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Científico da UEM) na sua elaboração.

O presidente da Fadec, Leandro Vanalli, afirmou que no Brasil grande parte da produção cientifica é realizada nas universidades públicas. As instituições recebem suporte administrativo das Fundações de Apoio, permitindo que os pesquisadores se ocupem exclusivamente com as questões técnicas.

Vanalli ressaltou que a nova Lei das Fundações vai contribuir diretamente com a qualidade de ensino, agilizando a compra de equipamentos e a ampliação de laboratórios de pesquisa. "A lei fornece uma base legal para algumas atividades que as fundações já realizam há anos e moderniza práticas que podem acelerar o apoio a projetos de pesquisa e extensão”, disse.

Com a gestão administrativa e financeira da Fauel (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento da Universidade Estadual de Londrina), a Prefeitura de Londrina e a universidade desenvolveram uma parceria na administração municipal.

A iniciativa, em vigor desde 2019, faz diagnósticos, planos e ações em nove áreas da prefeitura, com foco na modernização tecnológica e no sistema de compras públicas, diagnóstico do Plano de Cargos e a auditoria da folha de pagamento.

A consultoria é feita pelo Nigep (Núcleo Interdisciplinar de Gestão Pública) da UEL, formado por professores, alunos e pesquisadores dos cursos de economia, administração, contabilidade, direito e serviço social.

Cultura – As fundações também possuem papel importante no fomento a eventos culturais. Desde 2007, a FAUEPG (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento Institucional, Científico e Tecnológico da Universidade Estadual de Ponta Grossa) viabiliza o Fenata (Festival Nacional de Teatro Amador), festival em atividade mais antigo do Brasil.

A FAUEPG é responsável por apresentar e aprovar projetos adequados às leis de fomento cultural. O órgão atua na busca de apoios, patrocínios e na coordenação administrativa e financeira do festival, que movimenta todos os anos mais de 20 mil pessoas, entre artistas de todo o País e o público que acompanha as atividades.
Redação Bonde com AEN
PUBLICIDADE
Continue lendo
Baixe o documento completo!

Nova edição do fanzine para crianças Era uma Zine está no ar

11 MAI 2021 às 17h50
Rede Estadual do Paraná

Tecnologias da Celepar ajudam a monitorar o retorno às aulas presenciais

11 MAI 2021 às 17h46
Não deixe de fazer exercícios!

Inatividade aumenta mortes por doença cardiovascular na pandemia, aponta estudo da USP

11 MAI 2021 às 17h35
Confira!

Prefeitura de Londrina divulga homologação do resultado final do Teste Seletivo 35/2021

11 MAI 2021 às 17h10
Infraestrutura dos municípios

Paraná libera quase R$ 1 milhão para projeto da UEL de apoio à região de Londrina e pesquisa da seda

11 MAI 2021 às 16h35
Confira o evento completo!

Museu Histórico de Londrina divulga programação dentro da 19ª Semana Nacional de Museus

11 MAI 2021 às 16h08
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados