Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Humorista morreu há 2 anos

Mãe de Paulo Gustavo diz que filho deixou testamento pronto três anos antes de morrer

Folhapress
10 mai 2023 às 16:14
- Reprodução/ Instagram
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Dona Déa, mãe do humorista Paulo Gustavo, participou do podcast de Fernanda Paes Leme e Giovanna Ewbank, na terça-feira (9), e contou que o ator deixou um testamento pronto aos 39 anos. Ele morreu em maio de 2021, aos 42, por complicações decorrentes da Covid.


Na entrevista, ela conta que hoje vive em um apartamento no Rio de Janeiro que Paulo deixou para os pais -mas que não mora com o ex-marido. "Quando aconteceu isso [a morte de Paulo] tudo, eu falei: 'Vou-me embora. Vou morar perto dos meus netos'. A Juju [irmã do ator] trabalha no Rio também, com audiovisual. Estou morando em um apartamento no Rio de Janeiro que ele deixou para mim e para o pai em testamento."

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Déa afirma que o humorista fez o documento três anos antes de morrer, por preocupação com os pais. "Você já viu uma pessoa de 39 anos fazer um testamento? É incrível. Ele deixou esse apartamento para mim e para o pai. O mesmo apartamento, era para gente vender e levar um dinheiro. Vendemos o 'Filho da Mãe', documentário para a Amazon, e eu pude comprar a parte do pai."

Leia mais:

Imagem de destaque

Morre Wilsinho Fittipaldi, ícone do automobilismo brasileiro, aos 80 anos

Imagem de destaque
4 anos e meio de prisão

Condenação de Daniel Alves é medida exemplar contra o machismo, diz vice-presidente da Espanha

Imagem de destaque
Relação não foi consentida

Daniel Alves: Ex-jogador é condenado a 4 anos e meio por estupro

Imagem de destaque
José Leonardo

É menino! Zé Felipe e Virgínia anunciam sexo do 3º filho


Sobre o período após a morte do ator, Déa diz que não tem força, mas sim fé. E que o trabalho aos domingos no Domingão com Huck a ajudam.


"Quando as pessoas me falam que eu tenho força, respondo que não tenho força. Eu tenho fé. A fé é que me ajuda a ficar em pé e no meu trabalho. E meu trabalho não é só no Luciano [Huck]. Mas o trabalho em casa, o fato de eu ir no mercado. Sou a gestora da minha família, vejo meus netos. Eu sofro, estou aqui falando e rindo, mas sofro", contou.


Apesar da rotina, ela conta que não gosta de andar na rua, e que prefere ficar em casa. "Às vezes vou ao shopping no Leblon pois preciso, às vezes vou na Livraria Argumento tomar um café. Mas eu prefiro ficar em casa e ver filme. De homem bonito e beijo na boca."

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade