Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
talento local

Espetáculos londrinenses são destaque no Festival de Dança

Redação Bonde
12 out 2022 às 12:40
- Fábio Alcover - Divulgação do Festival
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Depois de fazer a abertura do XVII EnCena – Mostra de Teatro de Jacarezinho, em 30 de agosto, o Grupo Boca de Baco volta a apresentar em Londrina o espetáculo “Olhos nos Olhos” nesta quarta-feira (12), às 20 horas, na Divisão de Artes Cênicas da UEL (DAC). Na quinta-feira (13), às 21 horas, sobe ao palco do mesmo local a Cia. Nua, com a montagem “Outros”. Os dois grupos londrinenses são destaque da programação do Festival de Dança de Londrina, que começou no último sábado e segue até domingo.


Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade

Com texto inédito de Renato Forin Jr., encenação do diretor paulista Luiz Valcazaras e idealização e pesquisa de Luciano Bitencourt, um dos fundadores do grupo, “Olhos nos Olhos” teve temporada de estreia de 7 a 22 de maio, na Usina Cultural, em Londrina, seguida de curta temporada na Funcart, de 29 a 31 de julho. A montagem - comemorativa das três décadas de história do Boca de Baco - traz em cena amigos de um grupo teatral que não se veem há muito tempo e são convidados a um encontro definitivo, no qual uma notícia incontornável será revelada. Imersos em um tempo de exceção, reúnem-se em um velho teatro. Tentam romper o constrangimento do reencontro, entre taças de vinho e memórias. A apresentação no Festival de Dança de Londrina está com ingressos esgotados, mas haverá fila de espera para preencher possíveis lugares vagos.

Leia mais:

Imagem de destaque
'Gnomo eternizado'

Rodriguinho faz homenagem ao BBB 24 com nova tatuagem

Imagem de destaque
É o Brasil do Brasil

Beatriz do BBB faz Ana Maria Braga bater recorde de audiência em 2024

Imagem de destaque
Em São Paulo

Faustão recebe alta de hospital após quase dois meses internado

Imagem de destaque
Luto

Estrela do k-pop, Park Bo-ram, é encontrada morta aos 30 anos


Sete atores estarão em cena: Beto Passini, Nivaldo Lino, Jackeline Seglin, Reinaldo C. Zanardi, Fátima Carreri, Silvia França e Antonio Jr. Em um contexto de sombras, eles relembram histórias e tentam inventar um novo presente. Como recomeçar depois da grande tragédia pessoal e coletiva? Como encontrar algum sentido heroico na nossa vida cotidiana e frágil? Tirésias, vidente cego que atravessa muitas narrativas gregas, mudando a rota de mitos, é quem aponta os caminhos nesta jornada diante da cegueira do mundo. Os amigos seguem as pistas de cartas anônimas remetidas misteriosamente. As reflexões sobre o mito foram base para os participantes recontarem suas próprias histórias de vida. 

Publicidade


 “Olhos nos Olhos” tem trilha sonora original do músico Tonho Costa, cenário de Júlio Vida e figurinos de Gustavo Neves. A pesquisa e o processo de criação de texto e montagem do espetáculo demandaram mais de dois anos e meio de trabalho coletivo do grupo, entre encontros virtuais e presenciais.

       Uma dança existencialista - O espetáculo de dança-teatro “Outros”, da Cia. Nua, que será apresentado na quinta-feira, às 21 horas, também na DAC, traz para a cena uma montagem sobre a condição humana tendo como base a filosofia existencialista para uma prática de ressignificação do corpo e do movimento. 

Publicidade

Com direção de Lucas Manfré, o espetáculo traz em cena três personagens - interpretados por Gabriel Paleari, Náthali Abatti e Thainara Pereira – que colocam em evidência diversas realidades humanas, ampliando o questionamento sobre as escolhas e consequências dos nossos atos. 


 A obra Entre quatro paredes (1944) e o conceito existencialista do filósofo francês Jean-Paul Sartre (1905-1980), bem como o filme Anjo exterminador (1962), do cineasta espanhol Luis Buñuel (1900-1983), serviram como inspirações para a criação e desenvolvimento do espetáculo. Além disso, a companhia também buscou referências para materiais de estudo e jogos cênicos na pintura Mapa do inferno (1480), do pintor renascentista italiano Sandro Botticelli (1445-1510), na dança da coreógrafa alemã Pina Bausch (1940-2009), no trabalho do coreógrafo belgo-francês Damien Jalet, no grupo brasileiro Cena 11 e no filme Suspiria (2018), do diretor italiano Luca Guadagnino. 

Publicidade



 Além do estudo teórico, o processo criativo buscou em jogos práticos como experimentar o ato de nascer, aparecer no mundo e se reconhecer em um corpo, acessando e ativando estados de consciência corpórea e emocional sobre cada etapa do existir. No decorrer dos encontros de trabalhos e ensaios, foram investigando maneiras mais conscientes de dançar as histórias e lembranças de cada personagem.  (com informações da assessoria de imprensa do festival)


Serviço:

Publicidade

Olhos nos Olhos – Boca de Baco (Londrina – PR)

Dia: 12 de outubro (quarta-feira)

Publicidade

Horário: 20 horas

Local: Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura da UEL (Av. Celso Garcia Cid, 205)

Publicidade

Classificação indicativa: 16 anos

Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada). Crianças a partir de 3 anos pagam meia-entrada


Outros – Cia. Nua (Londrina – PR)

Dia: 13 de outubro (quinta-feira)

Horário: 21 horas

Local: Divisão de Artes Cênicas – Casa de Cultura da UEL (Av. Celso Garcia Cid, 205)

Classificação indicativa: 16 anos

Valor: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia-entrada). Crianças a partir de 3 anos pagam meia-entrada


Bilheteria:

Ingressos para espetáculos:

R$20 e R$10 (meia-entrada)

Vendas Online:

Portal Sympla (já disponível): sympla.com.br/festivaldedancadelondrina


Vendas presenciais:

Teatro Ouro Verde (Rua Maranhão, 85)

Horário de funcionamento: das 16 horas até o início do espetáculo

O Festival de Dança de Londrina 2022 é apresentado pela Copel, por meio do PROFICE (Programa Estadual de Fomento e Incentivo à Cultura da Secretaria de Estado e Comunicação Social e Cultura), com base nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, e tem patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura de Londrina, por meio do PROMIC (Programa Municipal de Incentivo à Cultura). O Festival é uma realização da APD (Associação dos Profissionais de Dança de Londrina e Região Norte do Paraná), com apoio institucional da Casa de Cultura da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Conta ainda com o apoio cultural do Hotel Crystal e Rádio UEL FM.

Publicidade

Últimas notícias

Publicidade