26/10/20
PUBLICIDADE
Lançamento

Banda londrinense 'Luvbites' lança segundo álbum intitulado 'Loud Fast Soul'

A dualidade do mundo material e o paradoxo entre a essência e a aparência; esse é o tema de Loud Fast Soul, segundo álbum da banda Luvbites, lançado pelo selo Forever Vacation Records na semana passada, em todas as plataformas de streaming.

Divulgação
Divulgação


Junto com o disco, a banda, formada por Júlia Dutra (voz e órgão), Leticia Blue (bateria e voz), Igor Diniz (guitarra e voz), André Felipe (baixo e voz) e Wiu (guitarra e voz), também apresenta o clipe da faixa Youthquake, cujo nome se refere ao termo que foi criado por Diana Vreeland, quando ela estava a frente da edição da Vogue Americana, cargo que ocupou de 1963 a 1971. Veja o clipe completo abaixo:



Nas sete faixas do disco, que dura um pouco mais de 20min, percebe-se referências que vão desde o rock clássico, passando pela soul music, até chegar no indie. Além disso, vale o destaque para o arranjo vocal das canções.

"O álbum é um apanhado de rock’n’roll, power pop com a música independente atual. Reverbs e guitarras altas são somados, pela primeira vez na banda, aos coros de vozes de todos integrantes em quase todas as faixas, referência clara aos anos 50 e 60, à soul music e gravadoras como STAX”.

Capa

A capa do disco é assinada por quatro artistas amigos da banda: Thiago Batista responde pelo conceito, Artur Carvalho o lettering, Stephanie Massarelli a fotografia e Fernando Dalvi fechou a arte final. Loud Fast Soul é uma releitura de Loud Fast Rules, frase que estampa uma das fotos registradas por Mapplethorpe, escrita em uma jaqueta de couro.

Divulgação
Divulgação


Upcycling

O upcycling é um tema recorrente na banda. Todas as camisetas promocionais são feitas de reaproveitamento, "o forte é reutilizar camisetas já existentes, e estampa-las”, comenta Igor. Além disso, o vinil de Hot Days Long Nights, Here Comes Luvbites é um disco ecologicamente viável: as capas foram feitas em papel reciclado pela Moinho Brasil e os integrantes plantaram uma árvore para cada LP produzido a fim de reduzir o impacto ambiental da produção.

Youthquake

A música de abertura é o argumento-manifesto do disco. Youthquake fala do caráter impermanente da vida e das inquietações da alma, cita o tempo como agente transformador em eterna construção e desconstrução do universo e do ser, além disso, apresenta um refrão provocante muito atual "we are young, things will never be the same”.

Igor comenta: "Youthquake traz consigo todas as inquietudes do espírito livre que, diante da percepção de seu papel fugaz frente a este instante de tempo ao qual chamamos de vida, questiona a fluidez das pessoas, dos amores, das relações, e entende a mudança, o devir, como agente transformador em eterna construção e desconstrução; dialética do universo e do ser”.

O vídeo da faixa, lançado hoje (assista aqui), tem a direção assinada por Igor Diniz e Gabriel Zambon, que juntos trabalharam para criar uma estética calcada em cores primárias, e resgatar uma memória afetiva relacionada à Nouvelle Vague, movimento clássico do cinema francês que revelou nomes como Jean Luc Godard e François Truffaut.

"O vídeo foi filmado no fim do ano passado e, naquela altura, eu estava pesquisando linguagens de moda com o amigo e diretor de arte Thiago Batista, revisitando todos os filmes da Nouvelle Vague, que assisti na adolescência, então, por isso, a linguagem estética me pareceu adequada."

Sobre a Luvbites

Com apresentações marcadas pelos arranjos vocais do quinteto, em dois anos de vida a Luvbites já passou pela Casa do Mancha (SP), onde fez três shows em 2019 com artistas amigos como Murilo Sá, Gran Tormenta e a NOID, além disso, tocou duas vezes no Festival DEMO SUL (Londrina/PR), e também no Mercado Pirata (Balneário Camboriú/SC), Lamparina Estúdio (SP), dentre outras casas pelo país.

Divulgação
Divulgação


Em Londrina, cidade natal do grupo, estão com certa frequência no UP Bar e, às vezes, levam convidados especiais, como já foi o caso com a Violet Soda. "Foi uma noite cheia de energia boa”, comenta Igor. E completa: "A Luvbites é uma banda ensaiada que trabalha as cinco vozes ao vivo, temos arranjos melódicos que traz o público pra perto, os shows são sempre muito gratificantes”.

E completou: "as letras e melodias tomaram outro caminho e eu acabei escrevendo o primeiro disco todo em inglês. Agora, o segundo também nos veio em inglês. Eu não sei se é o caminho certo por sermos uma banda brasileira, mas foi assim que as músicas vieram a nós. As musas do Olimpo sabem o que fazem, eu é que não vou contradizer Euterpe, embora sinta que, para um terceiro disco, ela irá soprar letras em português em nossos ouvidos”

Veja a Tracklist

01 - Youthquake (Igor Diniz/Luvbites)
02 - Sha La La (André Felipe/ Igor Diniz/Luvbites)
03 - Anyway you do (Igor Diniz/ Luvbites)
04 - Loud fast soul (Igor Diniz/Luvbites)
05 - Do lado de lá (Júlia Dutra/Luvbites)
06 - Smash (Júlia Dutra/Igor Diniz/Luvbites)
07 - Beside Good Things (Júlia Dutra/Luvbites)
Redação Bonde com assessoria de imprensa
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
'Babaca e ardilosa'

Barraco na Fazenda 12! Lidi Lisboa discute com MC Mirella após punição

26 OUT 2020 às 15h30
'Em recuperação'

Datena é internado com dores no peito e passa por procedimento

26 OUT 2020 às 10h32
Assédio

'Fazer o certo requer coragem', diz Dani Calabresa sobre caso de Melhem

26 OUT 2020 às 09h38
Após cobranças

Adnet e Duvivier se posicionam sobre denúncias contra Marcius Melhem

26 OUT 2020 às 08h49
'Sensação de fracasso'

Claudia Raia conta detalhes da separação de Alexandre Frota

26 OUT 2020 às 08h29
Saiba mais

Com look novo, Andressa Urach tem postura liberal e critica evangélicos

24 OUT 2020 às 17h34
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados