26/02/21
PUBLICIDADE
O ritmo do Brasil

Dia Nacional do Samba: 5 clássicos para celebrar a data

Reprodução
Reprodução - Demônios da Garoa fizeram sucesso com 'Trem das Onze'.
Demônios da Garoa fizeram sucesso com "Trem das Onze".


Celebrado no dia 2 de dezembro, o Dia Nacional do Samba surgiu para lembrar a data em que Ary Barroso, um dos maiores sambistas do país, visitou a Bahia pela primeira vez. O ritmo de raízes africanas é uma das principais marcas culturais do Brasil e tem uma grande diversidade de estilos, como o samba-enredo, o samba-canção e o pagode. Confira cinco canções que ficaram marcadas na história da música brasileira.


1. Adoniran Barbosa - Trem das Onze

O primeiro sucesso de Adoniran Barbosa foi gravado originalmente em 1951, mas demorou para deslanchar. O reconhecimento nacional só veio em 1964, quando a canção foi interpretada pelos Demônios da Garoa e premiada no carnaval do Rio de Janeiro. Com suas referências ao bairro do Jaçanã, a música virou um dos maiores símbolos da cidade de São Paulo.



2. Beth Carvalho - Vou Festejar

Composta por Jorge Aragão, Neoci Dias e Dida, "Vou Festejar" fez sucesso na voz de Beth Carvalho em 1978. A canção faz parte do disco "De Pé no Chão", que vendeu mais de 500 mil cópias e é considerado o marco do surgimento do pagode, um estilo de samba mais descontraído.



3. Zeca Pagodinho - Deixa a Vida Me Levar

Zeca Pagodinho já tinha 15 álbuns lançados quando gravou, em 2002, a canção que se tornaria um hino dos brasileiros. "Deixa a Vida Me Levar" ganhou projeção ainda maior por ser uma das preferidas dos jogadores da seleção brasileira que conquistou a Copa do Mundo naquele ano.



4. Alcione - A Loba

Com 39 álbuns lançados e mais de 8 milhões de cópias vendidas ao longo da carreira, Alcione faz jus ao título de Rainha do Samba. A lista de sucessos é gigante, mas destacamos aqui "A Loba", de 1997.



5. Ary Barroso - Na Baixa do Sapateiro

É claro que Ary Barroso não poderia faltar na data criada em sua homenagem. "Na Baixa do Sapateiro" foi composta por ele em 1938 e deveria ter sido tema do filme "Banana da Terra", protagonizado por Carmem Miranda. Entretanto, a canção acabou substituída por "O que é que a Baiana Tem?", de Dorival Caymmi, que acabou gravando uma das mais belas versões da música de Ary em 1958.



*Sob supervisão de Larissa Ayumi Sato.
Tiago Bueno - estagiario*
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Confira!

Cultura disponibiliza novas atividades da agenda Virada Cultural

25 FEV 2021 às 17h48
Em breve

'Amor de Mãe' terá retrospectiva narrada por protagonistas

25 FEV 2021 às 17h25
Confira!

Novo No Limite terá ex-BBBs e possível comando de Marcos Mion

25 FEV 2021 às 16h15
Em breve

Brasileiro André Lamoglia é confirmado na quinta temporada de 'Elite'

25 FEV 2021 às 15h11
'Carnage'

Nick Cave e Warren Ellis lançam disco-surpresa, produzido na pandemia

25 FEV 2021 às 14h42
Entenda

Processo de Johnny Depp contra Amber Heard é adiado para abril de 2022

25 FEV 2021 às 14h30
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados