23/06/21
PUBLICIDADE
Processo de 27 anos

Herdeiros de Vinicius de Moraes serão indenizados em R$ 3,4 mi devido a AI-5

Divulgação
Divulgação


Os herdeiros do músico, poeta, compositor e diplomata carioca Vinicius de Moraes fizeram um acordo com a União, finalizando um processo protocolado há quase 27 anos. Agora, eles serão indenizados com o valor de R$ 3,4 milhões. A informação foi divulgada pela coluna de Ancelmo Gois, do jornal O Globo, e confirmado pelo jornal Folha de S.Paulo.

O documento, movido na 28ª Vara Federal do Rio, decreta uma indenização por danos morais e materiais causados ao artista por autoridades durante o regime militar brasileiro.

O processo contra a União foi protocolado por Luciana, Georgiana e Maria Gurjão de Moraes –filhas do músico–, em 25 de julho de 1994.

A ação foi movida sob a justificativa de que o afastamento de Moraes do Itamaraty –onde ele trabalhava como diplomata desde 1943– foi ilegítima e fruto de uma perseguição política da época, endossada pelo AI-5, o Ato Institucional nº5, implementado em 1968.

O músico foi exonerado do cargo de primeiro-secretário em 1969, por meio de uma aposentadoria compulsória. Ao lado dele, outras dezenas de diplomatas também foram afastados do Itamaraty na mesma época.

O valor da indenização foi definido com base no dinheiro que Moraes deixou de receber pelo afastamento da carreira diplomática e nos prejuízos morais que adquiriu, de acordo com Paulo César Filho, um dos advogados envolvidos no acordo e membro do escritório de advocacia PCPC (Paulo Cezar Pinheiro Carneiro).

A indenização será paga por precatório, ou seja, como uma dívida judicial do governo. Filho explica que a finalização do pagamento pode ocorrer até 2022.

No livro "Chega de Saudade", publicado em 1990, Ruy Castro comenta detalhes sobre a exoneração de Moraes. "Ele recebeu a notícia em alto-mar, num navio. Chorou convulsivamente, porque adorava o Itamaraty, embora detestasse a burocracia do serviço público."

Moraes morreu em 1980, devido a um edema pulmonar. Dezoito anos depois, com a democracia já estabelecida no país, a Justiça Federal lhe anistiou, em 2006, ele reintegrado ao corpo de diplomatas brasileiros.
Folhapress
PUBLICIDADE
Continue lendo
Ainda dá tempo!

Secretaria de Cultura de Londrina prorroga inscrições do Edital 001 do Promic

23 JUN 2021 às 17h58
Entenda

'Me deixem em paz', diz Giulia Be nas redes sociais após apresentação no 'Encontro'

23 JUN 2021 às 17h40
Veja o vídeo

Christiane Pelajo se irrita e ameaça deixar jornal em vídeo vazado

23 JUN 2021 às 17h20
Ué?

Mariana Polastreli nega traição e diz estar 'conhecendo melhor' Eduardo Costa

23 JUN 2021 às 16h33
Caso Suzy Oliveira

Drauzio Varella e TV Globo são condenados a pagar R$ 150 mil em processo

23 JUN 2021 às 16h30
Não perca!

AMMA Companhia de Teatro estreia espetáculo online

23 JUN 2021 às 15h05
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados