05/04/20
32º/19ºLONDRINA
|
Você se lembra?

De racismo e homofobia a zoofilia, relembre as principais polêmicas do BBB 19

Se não tem discórdias e polêmicas, não é o Big Brother Brasil. Embora tenha sido considerada morna por grande parte dos telespectadores, a 19ª edição contou com episódios que viraram até caso de polícia. Enquanto não estreia o BBB 20, relembre as principais tretas que marcaram a casa mais vigiada do país no ano passado.

Reprodução/Instagram
Reprodução/Instagram - Paula, campeã do BBB19
Paula, campeã do BBB19


RONCO

O primeiro conflito surgiu já na primeira noite na casa, quando, impedida de dormir pelo ronco de Rodrigo França, Isabella Cecchi chegou ao ponto de chorar. A estudante de Medicina ficou tão incomodada com o barulho que convocou uma reunião dias depois, em que ficou decidido que o carioca passaria a alternar os quartos em esquema de rodízio, mesmo depois de ele ter sugerido que poderia dormir quando todos estivessem acordados.

Mas a decisão não foi unânime: Hana chegou a comentar com outros colegas que não fazia sentido reclamarem só do Rodrigo, já que Gustavo Soares também era responsável pelos roncos. Gabriela Hebling chegou a sugerir que se tratava de racismo, mas, com medo de gerar desconforto, Rodrigo achou que era cedo demais para tratar do assunto. Quem o defendeu de maneira bem-humorada na internet foi a mãe de Rodrigo, Dona Verinha, que protagonizou o vídeo da música "Deixa o menino roncar".

RACISMO

O fato de Rodrigo ter sido colocado como bode expiatório da treta do ronco foi apenas um dos episódios de racismo que rolaram na edição do reality com mais negros entre os participantes (Rodrigo, Danrley da Silva, Gabriela e Rízia Apolinário).

Campeã do BBB 19, Paula von Sperling foi uma das que mais disparou comentários racistas durante sua estada na casa. Além de ter dito em conversa com Gabriela que seu cabelo também era "ruim", a loira chegou a ser indiciada pela Decradi (Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância) da Polícia do Rio por injúria por preconceito, mas o processo foi arquivado pelo Ministério Público.

A ação foi motivada por um comentário que ela fez em conversa com Hariany Mesquita, dizendo ter medo de Rodrigo porque "ele fala o tempo todo desse negócio de Oxum deles lá", mas que "nosso Deus é maior". Além dela, seu conterrâneo Maycon disse ter sentido um arrepio ao ver Rodrigo e Gabriela na pista de dança, alegando ter ouvido uma voz do além o orientando a "não ser como eles".

O brother disse ter medo de religiões de matriz africana e chegou a insinuar que uma gripe de Isabella teria sido causada por um trabalho feito por Gabriela. Após o fim do programa, Paula e Maycon gravaram um vídeo comemorando o fato de agora poderem "falar nossas merdas em paz" - mas depois o apagaram. Coadjuvante, a psicanalista Tereza Freitas também deu uma bola fora ao dizer, em referência a Isabella, que loiras de olhos claros também sofrem racismo, mas recebeu uma aula de história de Rízia e Gabriela.

HOMOFOBIA

Rainha das polêmicas do BBB 19, Paula também protagonizou episódio de homofobia na casa mais vigiada do Brasil. Durante uma conversa na cozinha, após Gabriela comentar sobre um casal de mulheres que apanhou de três homens, a mineira ficou chocada pelo fato de serem meninas e perguntou por que isso tinha acontecido.
Ao ouvir que se tratava de homofobia, Paula argumentou que "tem uns gays que ficam querendo provocar o público, começam a se beijar, se jogar, assim, eu já vi isso, acho muito exagero, muito estranho. Coisa que nem gente que é homem e mulher faz".

Frente ao comentário preconceituoso, Gabriela disse que esse comportamento não é exclusivo de casais homossexuais e comentou sobre o que já passou com sua namorada: "Eu ter que soltar a mão da minha namorada com medo de apanhar, isso você nunca vai ter", destacou.

Outro que também foi acusado de homofóbico foi Diego Wantowsky. Em debate com Hariany e Paula sobre a sexualidade de Rodrigo, o 'brother' disse: "Eu não sou nem um pouco preconceituoso quanto a isso, o que eu não gosto é aquele cara gay chato, escandaloso. Se o cara é na dele, pouco importa quem ele é, mas as pessoas que querem aparecer na frente dos outros daí eu não tenho paciência", causando polêmica nas redes sociais.

ZOOFILIA

Nem só de racismo viveu a participação polêmica de Maycon. Durante sua permanência na casa, o mineiro fez declarações que incomodaram não só os colegas, mas também os espectadores e até ativistas como Luisa Mell, que chegou a pedir que ele fosse eliminado do programa.

Isso porque, ainda no início do reality, o vendedor de queijos disse que, se colocar um adesivo de um lado do corpo do gato, ele anda torto, e perguntou se os colegas já tinham amarrado uma bombinha no rabo do animal. Frente à resposta negativa, o brother disse que eles "não tiveram infância".

Mas o pior foi quando ele revelou que perdeu a virgindade com uma cabra, gerando revolta nas redes sociais e também na participante Hana, que o chamou de "cara mais nojento de todos os tempos", de "estuprador de animal", e chamou a atenção para o fato de zoofilia ser crime. Por causa das declarações, o brother foi denunciado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por apologia a maus-tratos aos animais e por crime contra a paz pública.

ESTUPRO

Apenas dois dias depois do início da 19ª edição do reality, o acriano Vanderson Brito já dividia internautas nas redes sociais. O motivo: três boletins de ocorrência foram registrados contra o "brother" em seu estado natal por mulheres diferentes que alegaram ter sofrido estupro, agressão e importunação ofensiva ao pudor.

Além disso, antes mesmo da estreia do BBB 19, Maíra Menezes, ex-namorada do biólogo, o havia acusado de agressão física e psicológica, fato que teria ocorrido dez anos antes. Seu advogado, Roberto Almeida, disse se tratar de "acusações infundadas" de quem está "querendo aparecer".

Sua irmã, Vanda Brito, também negou as acusações e disse que a família entraria com processo por calúnia e difamação. Intimado pela Delegacia de Atendimento à Mulher de Jacarepaguá (DEAM) a prestar depoimento em inquérito instaurado após as denúncias, Vanderson foi desclassificado do reality no dia 23 de janeiro de 2019. Nas redes sociais, agradeceu o apoio de admiradores e disse que seria "o momento de mostrar verdades".

AGRESSÃO

A cereja do bolo das tretas do BBB 19 se deu a apenas um dia da final. Depois de dias de discussões e estranhamentos, Hariany perdeu a paciência com Paula e acabou empurrando a 'sister', sendo desclassificada do reality.

Tudo isso porque a goiana disse que queria dar um toque na amiga sobre certas falas suas que machucam os outros, mas não queria fazê-lo em frente às câmeras, para não 'queimar' a mineira. Hariany chegou a desabafar com Carol Peixinho, dizendo que gostava da amiga, mas não sabia se queria uma pessoa assim em sua vida.

Iniciada na festa, a briga foi levada para o quarto, onde Hariany gritava, às lágrimas, que, se havia dito que ia falar depois, não era para Paula insistir para que ela falasse naquela hora. Frente a risadas e ao deboche da amiga, a estudante acabou protagonizando a agressão que a fez perder a chance de ganhar o prêmio de R$ 1,5 milhão.
Folhapress
Continue lendo
Pelo amor de Deus!
Jorge e Mateus fazem live de 4h e incentivaram fãs a fazerem doações
05/04/2020 12:10
Globo aguarda apuração
Após polêmica, Fantástico desiste de exibir reportagem com Felipe Prior
05/04/2020 12:07
Villa Mix Esperança
Festival de música reprisará show de Cristiano Araújo via live e receberá doações de fãs
05/04/2020 10:30
Presente
Empresa promete carro 0 km a Babu após ele perder prêmio na Prova do Líder
03/04/2020 15:34
Racismo?
Gizelly compara maquiagem de Thelma a barro e é criticada
03/04/2020 11:47
Veja mais e a capa do canal