Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Desnecessário

Rodrigo Hilbert e GNT se pronunciam sobre cenas fortes do abate de ovelha; entenda o caso

Redação Bonde - Jéssica Santos
15 mar 2016 às 08:25
Continua depois da publicidade

O apresentador Rodrigo Hilbert se pronunciou nesta segunda-feira (14) depois do polêmico episódio de lançamento da sétima temporada do programa 'Tempero de Família', do canal pago GNT. Nas cenas do programa, ele realizou o abate de um filhote ovelha que ainda mamava. Os debates entre vegetarianos e carnívoros gerou até uma petição online que pede o fim do programa.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Em sua página oficial no Facebook, Rodrigo publicou uma nota se desculpando e afirmando que as cenas serão retiradas do episódio.

Continua depois da publicidade


Mesmo com o pedido de desculpas, alguns usuários não perdoaram a atitude e criticaram duramente a emissora e o apresentador.


Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook


Entenda o caso


O apresentador Rodrigo Hilbert foi até Santa Catarina para gravar o primeiro episódio da sétima temporada do programa 'Tempero de Família', do canal de TV por assinatura GNT. O episódio foi exibido na última quinta-feira (10) e levantou um debate nas redes sociais entre vegetarianos e carnívoros.

Continua depois da publicidade


Rodrigo faz em seu programa diversas receitas culinárias e para a inauguração da nova temporada escolheu o churrasco de ovelha, famoso na região sul do país. Ele se dirigiu até uma fazenda onde o próprio dono levou o apresentador para o curral, afim de escolherem um filhote de ovelha, mais conhecido como "borrego".


O animal escolhido ainda mamava. O pecuarista e anfitrião, explicou que o segredo para que a carne do churrasco de ovelha seja macia é matar um filhote que ainda esteja mamando.


Foi neste momento que a polêmica começou. Os produtores e editores do programa, se atentaram em tirar os gritos do animal, mas o barulho do sangue caindo na bacia embaixo dele depois das primeiras facadas foram para o ar. O apresentador, com a ajuda do pecuarista, cortou o animal e retirou os órgãos, cabeça e todo o pelo. Tudo isso enquanto os dois conversavam sobre o procedimento.


Hilbert ainda fez uma brincadeira sobre o pelo do animal dizendo que era macio. Depois de ter os cortes separados e limpos, ele temperou a carne e fez o churrasco.


Consumo de carne no país


O Brasil é um país em que "matar" um animal para se alimentar é considerado normal, visto o alto número de pessoas que consomem carne. O aquecimento do setor agropecuário é um reflexo disso.


Com um rebanho de 212 milhões de bovinos e bubalinos (búfalos), no segundo semestre de 2015, a vacinação contra a aftosa atingiu um índice de cobertura de 98,17%, de acordo com o Departamento de Saúde Animal do Mapa e isso ajudar a aumentar a taxa de exportação do produto.


Somente o Mato Grosso do Sul e o Rio Grande do Sul são conhecidos por terem um volume significativo de bovinos castrados. Segundo levantamento da Scot Consultoria, estima-se que 65% dos abates nacionais são de bovinos inteiros.


Em tempos que a velocidade de informações e a interatividade das pessoas é cada vez maior, a atenção com os detalhes daquilo que será exibido é indispensável. Seja em programas de TV ou qualquer outra plataforma midiática.

É necessário um diálogo para que ambas as partes entrem em acordo. Vegetarianos, veganos ou carnívoros têm o direito de expor suas opiniões, mas sempre respeitando a do próximo. (Com informações Zero Hora)


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade