Pesquisar

Canais

Serviços

- TV Globo/Renato Rocha Miranda
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Após 'A Grande Família'

Seriado sobre as falcatruas da polícia estreia na Globo

Redação Bonde
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

O dia-a-dia de uma equipe de policiais que tem como tarefa primordial a investigação dos desvios de conduta da própria instituição é o tema central de ‘Força-Tarefa’, série que a Rede Globo estreia no próximo dia 16 de abril, logo após a exibição de ‘A Grande Família’.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

A série traz um time de sete policiais que utilizam a inteligência acima da força para desvendar crimes cometidos por aqueles que um dia juraram fazer cumprir as leis.

Continua depois da publicidade


Operando em uma realidade complexa, onde muitos não temem a lei, o grupo chefiado pelo Coronel Caetano (Milton Gonçalves) se dedica ao processamento de informações, à coleta de provas e à infiltração de agentes para a prisão dos criminosos. "É a ‘polícia da polícia’", sintetiza Marçal Aquino. "A série trata, de uma forma direta, do duelo constante que o bem e o mal travam dentro de uma instituição policial", complementa Bonassi. Nesta equipe, o Tenente Wilson (Murilo Benício) é o mais inflexível quando a lei é descumprida e segue à risca seus rígidos princípios de justiça também em casa, gerando diversos conflitos com a namorada Jaqueline (Fabíula Nascimento). "O relacionamento do casal é o lado mais humanizado da série e serve para mostrar que o nosso protagonista é um homem comum", define Alvarenga.


Para desempenhar o trabalho, esses agentes sabem que uma condição é essencial para garantir suas vidas: manter o anonimato, e por isso se apresentam sempre à paisana. Wilson (Murilo Benício) dirige um táxi pelas ruas da cidade e, além do Coronel Caetano (Milton Gonçalves), tem mais cinco companheiros para ajudá-lo a solucionar os casos que chegam à corporação: Selma (Hermila Guedes), Jorge (Rodrigo Einsfeld), Irineu (Juliano Cazarre), Oberdan (Henrique Neves) e Genival (Osvaldo Baraúna). Fora da polícia, seu principal informante e elo com o submundo é Samuca (Nando Cunha).


Jonas (Rogério Trindade), uma espécie de padrinho de Wilson (Murilo Benício) que o inspirou a ingressar na polícia, acabou sendo flagrado pelo próprio afilhado envolvido com tráfico de drogas. Diante do homem que viu crescer, Jonas prefere tirar sua própria vida a ir para a prisão. No entanto, sua figura permanece presente na vida do tenente. "Wilson traz um sentimento de culpa que não lhe permite avançar os sinais. Jonas o atormenta e também o ajuda a pensar em soluções para as investigações. Não por querer ajudá-lo, mas para mostrar que é um policial melhor do que ele", revela Alvarenga.

Continua depois da publicidade

Os episódios de "Força-Tarefa" vasculham cenários variados da realidade carioca, jogando luz sobre uma galeria de personagens que sobrevivem nos cantos obscuros da cidade. Das gravações iniciadas em 02 de março – previstas para durarem até maio –, cerca de 70% das cenas tem locações externas no Rio de Janeiro e as demais são realizadas na Central Globo de Produção. Para imprimir ainda mais veracidade à trama, o elenco participou de palestras e treinamentos para se ambientar ao universo policial e aprender a se portar como policiais. Para imergir em seus personagens, o elenco visitou corporações, fez aulas de tiros, assimilou o vocabulário típico dos agentes e segue atento às indicações dos autores e às orientações da direção.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade