Pesquisar

Canais

Serviços

Rescisão

Londrina EC e SM discutem pendências para rescisão da parceria

Lucio Flávio Cruz - Grupo Folha de Londrina
22 nov 2023 às 16:24
- Rafael Martins/LEC
Publicidade
Publicidade

O Londrina EC e a SM Sports negociam alguns acordos para poderem sacramentar o fim da parceria no futebol do clube. A decisão da diretoria executiva do LEC de romper o contrato, que tem validade até o fim de 2025, já foi comunicada ao gestor Sérgio Malucelli e o destrate deve ser oficializado nos próximos dias.


Diversas reuniões têm acontecido entre o presidente Getúlio Castilho e Malucelli. Os pontos principais que precisam ser alinhados são as dívidas acumuladas pela SM nos últimos anos, os recursos da Liga Forte de Futebol, o uso do CT e a montagem do elenco para o Campeonato Paranaense do ano que vem. Os dois lados têm afirmado que a intenção é fazer um rompimento de forma amigável para que o clube não seja prejudicado.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Imagem
O que fazer se a empresa não pagar a primeira parcela do 13º salário?
As empresas não podem reclamar das finanças nem usar a crise como desculpa, todos os empregados celetistas devem receber, no máxi


A intenção do LEC é assumir o comando do futebol pelo menos até o primeiro semestre do ano que vem. Enquanto isso, o clube trabalharia para encontrar um novo parceiro ou até mesmo encaminhar a venda da SAF (Sociedade Anônima do Futebol).

Leia mais:

Imagem de destaque
Novidades

Após reformulação, revelações da base do Londrina EC ganham espaço

Imagem de destaque
4 anos e meio de prisão

Condenação de Daniel Alves é medida exemplar contra o machismo, diz vice-presidente da Espanha

Imagem de destaque
Relação não foi consentida

Daniel Alves: Ex-jogador é condenado a 4 anos e meio por estupro

Imagem de destaque
Momento de brilhar

Copa do Mundo Palhano: a experiência profissional que todo jogador amador sonhou um dia


O Londrina negocia para administrar o CT da SM Sports neste primeiro momento e usar toda a estrutura existente para a preparação da equipe. Alguns integrantes do atual departamento de futebol poderiam continuar para auxiliar o clube nesta transição e na montagem do elenco. O diretor de futebol, Claudio Canuto, pode seguir na função mesmo com o encerramento da parceria. O grupo atual de jogadores também seria utilizado pelo clube para 2024.


O ponto principal da discussão passa pela dívida da SM Sports. O montante chegaria a R$ 14 milhões, entre passivo trabalhista, fiscal e repasses que não foram feitos ao clube nos últimos anos. A intenção do gestor é transferir a dívida ao LEC, que ficaria responsável pela quitação.


LEIA MAIS NA FOLHA DE LONDRINA

Imagem
LEC e SM discutem pendências para rescisão da parceria
LEC e SM discutem pendências para a rescisão da parceria
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade