Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Com Rubiales

Messi e Piqué são suspeitos em esquema de corrupção, diz jornal

UOL/Folhapress
23 mai 2024 às 13:35
- Divulgação
Publicidade
Publicidade

Lionel Messi e Gerard Piqué são suspeitos de estarem envolvidos em um esquema de corrupção junto ao ex-presidente da federação espanhola, Luis Rubiales.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Atuação nos anos 80

Corinthians lamenta morte de ex-goleiro César

Imagem de destaque
Dona Celeste Arantes

Morre em Santos, mãe de Pelé, aos 101 anos

Imagem de destaque
Quase saiu

Dudu vê indiferença e apoio tímido em reencontro após novela no Palmeiras

Imagem de destaque

Saiba quais são as contratações mais caras do Palmeiras

No primeiro ano da pandemia, os atletas, que ainda atuavam pelo Barcelona, teriam pedido a Rubiales uma compensação financeira devido à redução salarial sofrida por causa da crise de saúde. A informação é do jornal espanhol The Objective.

Publicidade


A ideia era desviar o valor de um fundo da Uefa, para isso o ex-presidente da federação espanhola negociou por cerca de três meses com Aleksander Ceferin, presidente da federação europeia.


Os quatro teriam realizado várias reuniões para elaborar um plano que permitisse o redirecionamento de fundos, a fim de beneficiar os jogadores afetados pela crise sanitária mundial, segundo o veículo espanhol.

Publicidade


Rubiales teria proposto que 4% dos direitos de transmissão de todos os jogos da Uefa fossem reestruturados para compensar 50% dos atletas afetados pela covid-19. Até então, esse valor era distribuído de forma específica entre as federações.


No dia 14 de abril, às 18h45, o quarteto realizou uma reunião que durou cerca de uma hora. Ceferin prometeu a Rubiales que lhes daria uma resposta na próxima semana.

Publicidade


O ex-presidente da federação espanhola ainda sugeriu que Messi e Piqué enviassem uma camisa do Barcelona autografada por eles, como forma de agradecimento e possível influência positiva à resposta do dirigente europeu.


Uma semana depois, outra reunião foi realizada, mas as negociações ficam paradas até 5 de maio, quando Ceferin propõe uma nova reunião para discutir o plano que o "seu pessoal na Suíça" estava preparando.


Segundo a reportagem, Messi sempre mostrou-se preocupado em manter a "confidencialidade" das negociações pois elas poderiam ser questionadas jurídica e éticamente.


Fontes jurídicas ouvidas pelo jornal afirmaram que os atletas podem responder por tráfico de influência, pois estavam solicitando uma compensação que beneficiaria mais a eles do que aos outros jogadores.


Imagem
De Londrina para Maringá: 1,5 mil ciclistas participam da 6ª Rota das Catedrais neste sábado
Neste sábado (25), às 7 horas, 1,5 mil ciclistas de várias partes do Brasil estarão juntos na largada na 6ª Rota das Catedrais, evento de mountain bike que oferece aos adeptos do esporte experiências únicas
Publicidade
Publicidade

Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade